Números enormes: Qualcomm versus Intel

N

Mais um momento na série “a mobilidade é importante”, a Qualcomm passou em valor de mercado a Intel, se tornando a maior fabricante de semicondutores do mundo. 

A diferença é mínima e ocorreu pela primeira vez na história, com algumas centenas de milhões de dólares apenas, quase um empate técnico na tarde desta sexta-feira: 104,82 bilhões de dólares para a Qualcomm, contra 104,53 bilhões de dólares para a Intel.

A diferença de valor de mercado entre Qualcomm e Intel chegou a pouco mais de US$ 1 bilhão ontem, quando a Qualcomm anunciou resultados financeiros enormes para o quarto trimestre fiscal de 2012. Hoje as coisas voltaram a um nível mais normal.

Vale lembrar, claro, que a Intel vem apostando forte em mobilidade e já entrou (de novo) no mercado de smartphones. E que todo fabricante que queira colocar um chip com tecnologia 3G em seu aparelho precisa pagar uma licença para a Qualcomm (Positivo, CCE, Gradiente e STI que o digam). Além disso, a turma da Qualcomm conseguiu fazer a marca Snapdragon S4 ser associada a smartphones rápidos/topo de linha.

E tem gente que acha que o futuro da computação está no desktop: errado, é o móvel (smartphone, tablet) que importa agora – até a Microsoft já percebeu isso.

Vai ser uma guerra boa para acompanhar em 2013: quem faz e vende mais chips para smartphones.

E se você entende inglês, veja uma entrevista com Paul Jacobs, CEO da Qualcomm, na Bloomberg sobre os motivos do sucesso.

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

Por Henrique Martin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos