Números enormes: Net Virtua 500 Mega

N

Internet de 10 Mb? 20 Mb? Bah, bobagem: o povo da Net anunciou que vai lançar este mês um serviço de internet super-ultra-mega rápida de 500 Mbps em São Paulo. Aí sim são números enormes.

Tudo, claro, com um preço e condições de uso: é o primeiro serviço de fibra óptica (FTTH, fiber to the home) que vai até a casa do cliente (depende da região, claro) e será vendido para o consumidor final na cidade de São Paulo pelo valor sugerido de R$ 799,90/mês – no pacote com Internet, TV e telefone. (Sem o pacote, sai bem mais caro: R$ 1.499,90).

Contrapontos? Limite de 500 GB de download de franquia mensal (bem, não é lá um problema) e 100 Mbps de velocidade de upload. É caro? Sem dúvida. Compensa mais para empresas/pequenos escritórios que precisam de muita internet. Mas é um ótimo sinal de que temos alguém investindo em banda ultra-rápida no Brasil.

Para empresas, o valor sugerido mensal é de R$ 999,90 também no combo, mas a franquia é maior: 1 terabyte/mês para download e 25o Mbps de velocidade de upload.

Vai ser bom para os poucos que têm TVs 4K e quiserem ver Netflix em Ultra HD em um futuro próximo.

Vale uma menção específica ao comunicado da Net sobre o produto – já que clientes de planos mais lentos costumam receber uma resposta bizarra padrão de que não é aconselhável usar roteadores Wi-Fi (!!!) – grifo meu:

Para utilizar todas as possibilidades do NET Vírtua 500 Mega, é importante atentar para a especificação da rede e dos computadores que utilizarão a conexão. “Além de configurações atualizadas de hardware (processador, memória RAM e disco rígido), é necessário que os equipamentos suportem conexões gigabit ethernet. No caso de Wi-Fi, recomendamos a versão 802.11 AC, a mais recente, que deve estar presente no roteador e no dispositivo conectado através da rede sem fio”, explica Márcio Carvalho, diretor de marketing da NET. 

Sim, NET, seus consumidores usam roteadores sem fio. Faz tempo 🙂

 

 

 

 

 

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

<span class="dsq-postid" data-dsqidentifier="86130 http://www.ztop.com.br/?p=86130">comentários</span>

  • 500Gb de limite, baixando 65,5Mb/s, significa que em velocidade máxima eu estouro o limite de banda em menos de duas horas e meia 🙁 haha

    • Bom, o cara que baixa 500GB por mês precisa de muito espaço em disco 😛
      Em uso “normal”, para streaming em HD, esse valor deve ser suficiente, espero hahahaha

      • Um ÚNICO frame em resolução 4K sem compressão alguma possui 36MB exatos!
        Se considerarmos um framerate de 30 quadros por segundo, teremos mais de 1GB de tráfego por segundo! Fora o audio Dolby 7.1.
        Mesmo com uma compressão muito alta, vai passar mais de 300MB/s.
        Se o plano de consumo considerar o streaming de audio e vídeo (ligações, videoconferencia entre outros) 500GB não vão durar uma semana.

  • Acho que vai ser uma boa pra condomínios. Logo logo a NET lança um plano de tv + internet ultra rápida num esquema desses.

    • se quer distancia, porque ainda lê os artigos que falam especificamente da NET? Saudade?

      • Para dar minha opinião de consumidor que a empresa não é essa maravilha toda que falam? Em tempo acabei voltando a ser cliente deles, não por vontade mas por falta de opção. Infelizmente é a única que atende meu novo endereço com banda larga. Apenas torço pra que dessa vez não me criem problemas afinal de alguns anos pra cá a legislação mudou a favor do cliente.

  • Essa franquia é ridícula. Se um minuto de vídeo em 4K possui mais de 1GB, se estoura esse limite em menos de um dia.
    Mas creio que para prédios e condomínios será uma boa, mesmo com esse preço absurdo (nem vamos comparar com o Google Fiber…)

  • Eu ficaria contente se eu contratasse 1mbp/s e recebesse 1mbp/s, contratasse 10mbp/s e recebesse 10mbp/s.

    Do jeito que é hoje, recebemos apenas 10% da velocidade que pagamos no donwload, e no upload recebemos apenas 1%

    quanta decepção 🙁

    • Na vdd vc n recebe 10% da velocidade n. O q acontece é q “10 mega” q as empresas fornecem n são 10 megabytes/s e sim 10 megabits/s, e como 1byte=8bits vc pega 10 megabits e divide por 8, logo 1.25, algo próximo dos 10% q vc achava

      • mesmo assim, é bem raro conseguir a banda toda que você contrata. na gvt por exemplo o limite de upload é MUITO baixo, tudo bem que ADSL é assimétrico mesmo, mas é um canhão pra fazer download e uma lesma pra fazer upload. Upload de vídeo pro youtube por exemplo acabo trazendo pra fazer aqui no serviço.

        • SIm, eu msm to passando uns bocados com a net aki em casa com problemas de lentidão (latência alta e download baixo). O melhor de tudo é o atendimento dos telemarketings…

  • Para quê tudo isso? 🙂 A propósito, fiquei aqui pensando uma coisa. Um link deste é 800 reais. Agora a questão: quanto é o valor de um link direto em fibra 1Gbps? Tipo, do mesmo nível que operadoras hoje usam para se conectar em backbones?

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos