Números enormes: Linux no PC Popular

N

1 milhão de computadores instalados com Linux. Esse número deve ser atingido até o fim do ano pelo pessoal da Insigne, responsável pelo sistema operacional dos PCs do programa Computador para Todos, do governo federal. O número enorme remete ao total de máquinas instaladas com o Insigne desde 2002, quando foi lançada a distribuição.

Hoje o Insigne faz parte de máquinas da Semp Toshiba, Novadata, Aiko, CCE e Kelow e não está restrito ao desktop. Alguns fabricantes começam a colocar o sistema nos notebooks.

Fica aqui minha dúvida: quantos desses usuários de PC popular migram pra, digamos, versões extra-oficiais do Windows?

*** 

Update: a Insigne diz que fornece junto com os computadores um CD de recuperação caso o usuário migre para software pirata e queira abandonar a vida de ilegalidade. Abre aspas:

“Muitos usuários não gostaram da migração para o Windows e preferiram voltar ao Insigne, mas uma boa parte estava preocupada com a perda da garantia do PC em alguns casos”, diz João Pereira da Silva Jr., presidente da Insigne Free Software do Brasil. “Quem fez a migração e gostou não tem porque voltar. É uma opção do usuário que respeitamos”.

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos