Números enormes: Acer Predator Triton 900 — um notebook gamer conversível

N

[CES 2019] O novo Triton 900 impressiona tanto pelo seu visual futurista (de 20 anos atrás) quanto pelo seu potencial de uso por usuários não gamers.

Além do Chromebook com AMD, a Acer também anunciou na CES 2019 o Predator Triton 900, um impressionante notebook conversível tão cheio de superlativos que poderá atender a um público vem maior do que o gamer inveterado.

Puxa, estica e dobra!

Equipado com um processador Intel Core i7 8750H hexacore de oitava geração, 32 GB de SDRAM DDR4 (máximo), dois discos SSD NVMe de 512 GB montados em RAID 0 e sistema de som Waves Maxx. Sua tela LCD IPS 4K de 17″ é sensível ao toque, controlada por uma aceleradora gráfica GeForce RTX 2080 da NVidia.

Note que o seu trackpad de vidro fica ao lado do teclado, proporcionando assim um posicionamento mais natural e confortável da mão direita sobre o dispositivo apontador:

Apesar de todos esses números impressionantes, para nós até aí nada demais, já que não esperaríamos menos de uma empresa/marca tão comprometida com seu público gamer o que obriga a empresa a sempre trabalhar no limite da tecnologia.

E neste caso, a grande novidade mesmo é o seu novo visual “conversível” já que o mesmo vem equipado com o que a empresa chama de Ezel Aero Hinge que seria um engenhoso suporte para tela na forma de duas colunas laterais que sustentam a tela…

… o que permite que ela gire na vertical, assumindo assim outros modos de uso, como o notório display…

… e o mais interessantes deles: O modo tablet.

O século 20 manda lembranças

Sim, o Triton 900 é realmente um equipamento lindo, feito para chamar a atenção tanto por dentro quanto por fora. Porém esse design não é exatamente novo, já que esse conceito de tela basculante já foi amplamente adotada nos últimos 20 anos por diversas empresas, em especial pelos Texanos de Round Rock, como o truculento Dell Latitude 12 Rugged Extreme

… o estiloso Dell XPS 12 de 2012…

… e até mesmo o singelo Dell Inspiron Duo de 2010:

E para aqueles que discordam dessa nossa afirmação alegando que o sistema da Dell é baseado numa moldura e não em colunas laterais, nossa resposta é o Vadem Clio de 1999 (cujo design foi licensiado pela Sharp e vendido como Mobilon Tripad) com Windows CE…

… assim como a ThinkPad 750p da IBM de 1993, considerado o primeiro conversível do mundo:

Não apenas para brincar

Apesar de todo esse visual arrojado, a não ser que alguém jogue Campo Minado, Paciência ou até mesmo Heartstone como se fosse um esporte competitivo, não vemos muita utilidade num conversível gamer — para quem só joga.

De fato, a Acer vê um grande potencial desse produto não só para uso casual e entretenimento, mas também para trabalhar, já que com uma tela rebatível que pode servir como um tablet, ele pode ser muito interessante para criadores de conteúdo, engenheiros, pesquisadores e desenvolvedores de software que precisam de um portátil capaz de realizar (localmente) tarefas de processamento intensivo como editar imagens, codificar/decodificar vídeos, compilar programas, renderizar objetos em 3D a qualquer hora e em qualquer lugar — e até jogar nas horas vagas!

Esse fenômeno por sinal já foi observado pela própria Acer que notou que diversos usuários do Predator estavam utilizando seus equipamentos também no trabalho — o que não deixa de ser uma mudança de paradigma — já que, o consenso nos dias de hoje é que os usuários de notebooks “profissionais” preferem modelos leves e finos com looonga duração de bateria.

De fato para aqueles que preferem um equipamento de desenho mais convencional, a Acer também anunciou o Triton 500 — um modelo mais leve (~1,9 kg) e fino (apenas 1,79 cm de espessura fechado) equipado com uma tela LCD Full HD de 15,6 polegadas e a mesma plataforma de hardware do seu irmão mais velho:

Quanto vale e quando chega no Brasil?

Como no caso do Chromebook com AMD ainda é cedo para saber o quanto vai custar e se ele será lançado no Brasil.

O que a Acer Brasil já confirmou para nós foi uma nova versão do Predator Helios 500 com Geforce RTX 2080 que deve chegar por aqui até o fim de janeiro, início de fevereiro.

https://www.youtube.com/watch?v=fj-HkOBt-5Y

Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos