Números enormes: 1,5 bi de downloads na App Store

N

app-top-eua

Números enormes do dia envolvem a Apple e sua App Store: em um ano, foram 1,5 bilhão de downloads de aplicativos para iPhone/iPod touch. Uau, mas o que o povo faz com tanta coisa?

São 65 mil apps à venda na loja online, feitos por mais de 100 mil desenvolvedores cadastrados no programa da Apple. Não tiro o mérito incrível da Apple de criar um ambiente interessante tanto para o usuário quanto para o cara que cria os programinhas e estimular os concorrentes (Nokia, LG, RIM, Palm…) a criar seus próprios mercados. Ponto pra Apple nisso.

Destaque para o tom provocativo do tio Steve Jobs no comunicado oficial: “A App Store é diferente de tudo que a indústria já viu, tanto em escala, como em qualidade. Com 1,5 bilhão de aplicativos baixados, será muito difícil para outros a alcançarem.”

A questão a se pensar é a seguinte: os aplicativos que imperam na App Store são ligados, na maioria, a bobagens, entretenimento e games (quando disponíveis, claro). A lista dos 10 mais vendidos nos Estados Unidos e no Brasil mostra bem isso:

Brasil

1) iRadar Brasil 2.0 (navegação)

2) Peg Solitaire (entretenimento)

3) Candy BOOM (entretenimento)

4) Peso ideal (saúde e fitness)

5) iBeer Special (entretenimento)

6) Heavy Mach (entretenimento)

7) Camera Zoom (fotografia)

8 ) Brasileirão 2009 Live (esportes)

9) MyBattery Life (utilitários)

10) QuickOffice Mobile Office (business)

app-top-br

Estados Unidos

1) The Moron Test (entretenimento)

2) GloBall (games)

3) Flight Control (games)

4) Stone Loops! of Jurassica (games)

5) Hero of Sparta (games)

6) iFitness (saúde e fitness)

7) Camera Zoom (fotografia)

8 ) Pocket God ep. 21 (entretenimento)

9) Sally’s Spa (games)

10) Assassin’s Creed (games)

Eu tenho um iPod touch com software 3.0 e uso basicamente os aplicativos de e-mail (que já vem com o iPod), Twitterrific e Facebook, numa espécie de “companheiro” do notebook. Já baixei um monte de games (Katamari, Tetris, Rolando, South Park) e fico com preguiça de jogar… Será que donos de iPhone só pensam em diversão?

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos