ZTOP+ZUMO

Novos MacBook Pro: agora com Sandy Bridge e “Thunderbolt”

A Apple atualizou as configurações dos MacBooks Pro e fez algumas mudanças interessantes, como GPUs mais poderosas e uma nova conexão que chega a 10 GB/s, chamada de Thunderbolt.

Agora, os portáteis mais parrudos da Apple vêm com processadores Intel Sandy Bridge Core i5 de 2,3 GHz (modelo de 13 polegadas) e Core i7 de 2,7 GHz (13, 15 e 17 polegadas). A GPU do modelo mais simples é uma Intel HD Graphics 3000 – menos ofensiva que os modelos inferiores da Intel – e nos maiores, um sistema híbrido com ela e uma da família AMD Radeon HD 6000. O sistema híbrido, denominado Optimus, funciona bem para poupar bateria, pois desliga a GPU mais poderosa quando não há necessidade de processamento pesado.

A grande novidade é a interface Thunderbolt, baseada na tecnologia conhecida como Light Peak, da Intel. Ela funciona como a Display Port – aliás, é o mesmo conector – e também tem a opção de ser usada como interface de dados, inclusive dividindo o mesmo cabo, por meio de um hub.

A atualização é muito bem vinda, pois a CPU da geração anterior, o Core 2 Duo de 2,66 GHz já estava ultrapassada há algum tempo nos MacBooks de 13″ (os de 15″ e 17″ já tinham chips Core i5 e i7). A GPU, uma Nvidia 320M, também deixava a desejar em desempenho. As configurações não envelheceram bem, pois com menos de um ano desde a última atualização ele ficou bem para trás em relação os PCs análogos. Com a mudança, os Macbook Pro continuam com o status de máquinas decentes para trabalhos multimídia mais pesados, como edição de vídeos e trabalho profissional com fotos. E com grande portabilidade, com autonomia de bateria excelente – em média 7 horas em uso normal, com Wi-Fi ativado e brilho médio, pelos parâmetros da geração anterior e especificações atualizadas da Apple. Nada mal para uma máquina com peso razoável, de 2 kg (13 polegadas) a 3 kg (17 polegadas).

Os novos MacBooks Pro já estão à venda na loja online da Apple Brasil e tem preços sugeridos que vão de R$ 3.600 a R$ 9.200.

Nagano comenta: Não manjo muito de Macs (meus últimos Apples foram um Mac Classic II SE “capelinha” e um Newton 2100) mas por acaso alguém sabe se esses novos modelos com Sandy Bridge usam aquele chipset Cougar Point da Intel?

Se sim pelas minhas contas e o anúncio oficial do pessoal de Santa Clara os primeiros chips corrigidos (stepping B3) deveriam sair da fábrica agora no final de setembro com produção plena em março. Se eles já tem máquinas para vender será que eles optaram por usar a versão anterior mesmo?

Na teoria se a Apple fizer o que foi proposto pela Intel de usar apenas as portas SATA 0 e 1 para ligar um disco e a unidade de disco óptico sem problemas já que o bug não irá afetar o uso do produto. De qualquer modo fico imaginando o que os consumidores pensam disso — apesar de que — quem realmente se importa com isso? It’s a Mac!!!

  • joao silva 24/02/2011, 14:23

    A apple sempre na frente, sou grande fã dela !!

  • Alexandre Gorges 24/02/2011, 16:17

    essa intel 3000 é melhor que a nvidia 320m ?
    por que eu to achando que foi furada por uma intel, devia por uma amd também.

  • aff ¬¬ 28/02/2011, 11:46

    Apple? Passo…

  • luizbionicle 09/07/2011, 13:18

    essa intel e muito boa sim tem praticamente o mesmo desempenho da 320m pode ser que em alguns jogos a intel 3000 supere a nvidia e em outros o contrario