ZTOP+ZUMO

Intel: finalmente um novo CEO, com direito a presidenta

O pessoal de Santa Clara anunciou hoje que Brian Krzanich é o novo executivo-chefe da empresa e Renee James foi indicada como presidenta.

Acabou o mistério: a Intel anunciou hoje o nome do executivo que sucederá Paul Otellini como o sexto CEO da empresa: é Brian Krzanich, atual COO (Chief Operating Officer)/diretor de operações e cujo nome estava em alta desde a sua recente promoção a vice-presidente executivo no fim no ano passado, junto com Stacy Smith, CFO (diretor financeiro) da empresa e Renee James, gerente do grupo de software e serviços da Intel.

Intel_CEOS

Aqueles que chegaram lá: A partir da esquerda Gordon Moore (1975-1987), Craig Barrett (1998-2005), Andy Grove (1987-1998) e Paul Otellini (2005-2013).  O primeiro CEO Robert Noyce (1968-1975) chamado carinhosamente de “o prefeito do Vale do Silício” faleceu em 1990.

Na época já se dizia que um deles seria o sucessor de Otellini, apesar de a empresa ter deixado claro que ela também estava considerando gente de fora contratando para isso a agência de headhunter Spencer Stuart, especializada em executivos de alto escalão.

Dessa história saíram figurinhas carimbadas como como Sanjay Jha (ex-Motorola), Warren East (que está saindo da ARM) e até o meu candidato favorito: Pat Gelsinger

Gelsinger_hafnium2

… que saiu da Intel porque viu que não tinha chances de suceder Otellini. Isso porque na época a empresa já cantava a bola que tinha um favorito para o cargo: Sean Maloney na época vice-presidente executivo que chegou até a ser cotado como sucessor de Craig Barrett (perdendo na época para Otellini)  mas que, infelizmente, se afastou da disputa em 2010 por motivos de saúde e se aposentou no início deste ano.

Sean_maloney

Aparentemente Gelsinger recusou a oferta por estar feliz como CEO da VMware.

Outro nome que está sempre na lista de apostas dos jornalistas de tecnologia na categoria “próximo CEO da Intel” é o de Dadi Perlmutter vice-presidente executivo e gerente geral do Grupo de Arquitetura Intel que até apresentou o keynote de abertura do último IDF 2012 em San Francisco no lugar de Otellini. Mas pelo visto, não foi desta vez.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Outro executivo pouco lembrado nos dias de hoje é Eric Kim — que veio da Samsung em 2004 para ser o CMO (Chief Marketing Officer) da Intel e foi um dos responsáveis pela renovação visual da empresa o que inclui o atual logo da Intel, a adoção do sistema BMW nos chips Core (i3, i5, i7), as iniciativas de digital home e até o cantinho arredondado nos cartões de visita da empresa. Reza a lenda que, de olho no cargo de futuro CEO, ele bateu de frente com Maloney, mas este passou por cima do coreano como se fosse um trator.

Eric_Kin

E também existe o rumor clássico (e antigo) de que o novo CEO poderia ser Jen-Hseng Huang, o chefão da Nvidia. Mas para isso a Intel teria que comprar a Nvidia (velho rumor também) e que Jen-Hseng só toparia a oferta se levasse o cargo de CEO da Intel também — o que não foi o caso.

Jen-Hseng Huang

O interessante é que  Huang fez essa mesma exigência para Hector Ruiz — na época CEO da AMD — para ficar com a NVidia. Ruiz preferiu manter seu emprego e comprou a ATI. 🙂

Porém, outras fontes ouvidas por este ZTOP já diziam que isso era meio que cortina de fumaça, já que o que corria dentro da Intel é que o sucessor de Otellini já estava certo desde o dia da decisão da sua saída (e que não seria uma mulher!).

Pelo visto, nossas fontes não estavam totalmente erradas e, olhando para o passado, a escolha de Krzanich faz sentido já que fora Otellini, todos os outros CEOs da Intel sempre foram funcionários de carreira vindos da área de engenharia/manufatura. Antes de ser COO, Krzanich também foi vice-presidente de produção global.

O comentário geral é que Otellini saiu porque não conseguiu levar a Intel para um novo mundo onde smartphones e tablets passam a ser mais importantes que computadores pessoais. Na prática, não levou a companhia para um mundo móvel (e que foi ultrapassado em valor de mercado pela arquiinimiga Qualcomm). Hoje, com novos processadores Atom rodando em smartphones e tablets, a Intel começa a engatinhar de novo nesse mercado.

Para nós, a grande surpresa foi a indicação de Renee James como presidenta da empresa, figura que não existia na hierarquia da casa por que todos os CEOs da Intel costumavam acumular esse cargo. Sua indicação pode ser uma indicação do aumento da importância do software como parte do ecossistema da Intel, que deixa de ser apenas um fabricante de hardware para se transformar uma empresa de soluções.

Renee_james

Com isso, fica claro que o Krzanich vai ficar mais envolvido com as áreas de planejamento, P&D e produção, enquanto que Renee irá assumir as funções administrativas e tomar conta do dia a dia da Intel.

(E dizem que ela é brava!)

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.