ZTOP+ZUMO

Notas da Zumo-caverna: Deixando o Kindle ler (com muito sotaque!)

kindle_text_to_speech

Apesar de ser um dispositivo voltado para leitura de textos, o Kindle oferece alguns recursos básicos de multimidia como tocar músicas, navegar na web e, o mais interessante nesse caso, o leitor de textos (text-to-speech).

O recurso em si é fácil de usar: Com o texto na tela, basta entrar no botão que seleciona o modo de vizualização e ligar o modo “Text-to-Speech”. Depois de alguns instantes o sistema começa a ler o texto num ritmo cadenciado, respeitando vírgulas e até mesmo diferenciando trechos em negrito.

O texto é lido numa arrancada só — com as páginas avancando automaticamente de acordo com o ritmo do sintetizador de voz. É até possível pausar a leitura, mas — pelo menos até agora — não é possivel avançar ou voltar uma página manualmente enquanto estiver usando esse recurso.

Entretanto…

…ao testar esse recurso em um texto em português (no nosso caso uma notícia de esportes do jornal O Globo), o resultado é — no mínimo — bastante confuso. Note, por exemplo, que o sistema reconhece a partícula “de” como a sigla do estado do “Delaware/EUA”.

Moral da história: Uma coisa que está começando a ficar claro para mim é que a liberação da venda desse leitor para Brasil não significa necessariamente que a Amazon está vindo para cá para vender Kindle. Pelo menos inicialmente, ainda se trata de um produto voltado para o mercado americano ou pelo menos para um público com boa fluência no idioma bretão. Ele pode até ser usado para ler conteúdo em português, mas não espere — novamente, por enquanto — facilidades como uma interface no nosso idioma ou um sintetizador com sotaque local.

Ah sim, o Kindle realmente conta com um navegador web básico, mas a possibilidade de navegar na internet (de graça!) não foi liberado por aqui (boo!)

kindle_navigator

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • @walter__mercado 30/11/2009, 10:40

    Não deve ser difícil para o fabricante substituir o pacote de fala para outra voz em outro idioma. Mas não acho que aconteça tão cedo (até ter um público suficientemente grande e se entenderem com as editoras – que potencialmente perdem o nicho dos áudio-livros).

  • Higuetari 30/11/2009, 13:01

    Desconhecia o fato do Kindle 'saber' ler mas é uma mão na roda em certas horas… Só achei que a passagem de um título, por exemplo o "Control your e-mail", para o começo do Texto muito acelerada. Mas é coisa fácil de se resolver. E o browser, será que nos EUA funciona de graça? Acho que não, mas fiquei curioso de vê-lo para saber como a Tela de E-ink se comporta 😉

    • mnagano 30/11/2009, 14:52

      O que posso dizer é que a tela do e-Ink é muuuuito lerda se comparado, por exemplo com o LCD.

      Já cheguei a ver protótipos de papel digital colorido e até um passando vídeos, mas o desenvolvimento ainda está nos estágios iniciais, de modo que não imagino essa tecnologia detonando o LCD.

      http://zumo.com.br/2007/09/29/as-novas-faces-

      [ ]s

      M.

  • Eric Costa 30/11/2009, 13:01

    Walter Mercado: tenho o Kindle e sou "assinante" da Audible (também da Amazon) e posso dizer: o TTS não substitui um audiobook, nem de longe. É meramente um quebra-galho para momentos nos quais vc quer continuar no livro fazendo outra coisa. Honestamente, foi algo que só liguei no Kindle pra mostrar pros amigos.

    Nagano: mas a Wikipedia funciona! Imagino que, pelo preço cobrado só pela entrega dos livros por aqui (procure os livros gratuitos na Amazon – eles custam 2 dólares para brasileiros), liberar o browser seria bem caro…

    • @walter__mercado 30/11/2009, 17:04

      Não quis dizer que substitui (apesar de ter parecido assim), me referi principalmente ao que aconteceu com a Amazon voltando um pouco atrás no recurso e prometendo às editoras e autores um controle de quais livros poderiam ser "lidos" pelo Kindle. (excessivamente preocupados com a receita de audiobooks).

      A Amazon até argumentou que (o recurso) não seria pra substituir, e que potencialmente poderia aumentar a demanda por audiobooks (citando o fato de ser dona da Audible, inclusive).

  • dflopes 30/11/2009, 13:06

    seria uma ótima maneira de aprender ingles. Lembrando que o winXP já tinha isso, e é muito engraçado ele falando "ANA"

    Com uma conversação dessa, o máximo que vão estranhar é vc falar igual a robo!

    Mas já conseguiram atualizar para rodar pdf? Só isso já seria ainteressante!

  • Artur Brederodes 03/12/2009, 15:48

    Nagano,

    Quando voce irá fazer o review completo do kINDLE? Quanto ao Nook? O mesmo parece ser bem melhor…

  • Diogo 05/12/2009, 20:04

    Eu acho que o text-to-speech é uma ferramenta fantástica pra quem fala inglês mas está enferrujado pelo não uso.
    Tem como ter acesso a esse programa para PC? Há alternativas? Eu já procurei e só acho tosqueiras que lêem igual a música do Radiohead no disco "OK Computer".

    Já toquei nesse assunto em outros blogs de tecnologia mas nunca obtive resposta.