ZTOP+ZUMO

Nokia X, X+, XL: três novos Androids no MWC (mais ou menos)

A Nokia lançou hoje seus três primeiros smartphones baseados em uma variante do Android: Nokia X, Nokia X+ e Nokia XL. A companhia diz que os aparelhos são um complemento à linha de telefones e smartphones atual, com foco em preço – tanto que os três vêm com entradas para dois SIM cards de operadoras.

A linha Nokia X não roda Android puro, mas sim uma variante sem os serviços Google (algo parecido com o que a Amazon faz com os Kindle Fire). E, sim, soa estranho uma companhia prestes a ser absorvida pela Microsoft lançar um aparelho Android, mas faz algum sentido: vão brigar na seara de preço, onde os Androids superbaratos reinam.

Os X entram acima dos smartphones Asha e abaixo dos Lumia – que se mantém como carro-chefe de telefones inteligentes da marca. Para quem nunca teve um Android ou Windows Phone, mas já mexeu em um Asha, a experiência é a mesma: telas que deslizam para o lado, ícones que mudam de lugar conforme seu gosto. O acesso à loja é feito pela Nokia Store para baixar apps – mas diz a Nokia que dará para baixar apps de lojas de terceiros, como a russa Yandex.

Elop, ex-CEO da Nokia, fez a apresentação e afirmou e reafirmou que o X usa um sistema “mais ajustado” baseado no Android (roda AOSP, Android Open Source Platform) sem os serviços Google conhecidos – Busca, Gmail e, principalmente, Play Store. “São experiências Nokia – design, interface, apps como Mix Radio – com serviços da Microsoft, como Bing e Outlook. Existe uma alto nível de compatibilidade de apps”, afirmou o executivo durante a apresentação.

“O X dá às pessoas um acesso inicial à Microsoft.  Vai competir com outros aparelhos na faixa de preço, mas vai vencer por conta dos atributos e experiências da Nokia”, comentou Elop.  

nokia-x-telas

“A família Nokia X dá acesso às conhecidas experiências Nokia e aos serviços Microsoft”, disse Stephen Elop, vice-presidente executivo da divisão de Aparelhos e Serviços da Nokia. Segundo Elop, o mercado de smartphones “superbaratos” cresce 4 vezes mais rápido que o resto do mercado de smartphones, e essa é uma oportunidade que a Nokia não poderia perder.

Os Nokia X e X+ são os modelos iniciais, com tela de 4″ (800 x 480) e processador Qualcomm Snapdragon (8225) dual-core de 1 GHz, com 4GB de armazenamento interno e expansão por microSD (até  32 GB no cartão). A câmera é de 3 megapixels, com foco fixo (urgh) e muitas opções de cores – mas nada de câmera frontal.

A diferença entre eles é basicamente a quantidade de RAM: 512 MB no X, 768 MB no X+ (que vem também com um cartão adicional de 4 GB).  E o preço: o Nokia X será vendido pelo valor sugerido de 89 euros (teoricamente disponível a partir de hoje), o Nokia X+ sai pelo valor sugerido de 99 euros, no começo do segundo trimestre (meados de março).

Nokia-XL-Dual-SIM

Já o Nokia XL é a versão maior, também com um Snapdragon dual-core de 1 GHz, 784 MB de RAM e uma tela de 5″ (também 800 x 480), com câmera de 5 megapixels com autofoco e flash LED, e uma câmera frontal de 2 megapixels. Será vendido a partir do segundo trimestre também, com preço sugerido de 109 euros.

Agora vou ver os aparelhos e escrevo uma análise mais profunda logo mais.

ZTOP está a Barcelona a convite da Nokia e conectado com um SIM card da Vivo (E o 4G funciona!). Todas as opiniões são nossas, as fotos bacanas também.

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • dflopes 24/02/2014, 20:17

    parabéns à nokia pela aposta (arriscada) de lançar aparelhos com Android.

    Poderia ser um tiro no pé ao retirar o usuário do ecossistema NokiaSoft, mas com a interface toda voltada aos aplicativos da empresa (outlook, xbox, bing, Here Maps, OneDrive), ele é novamente “inserido” no universo das Tiles.

    Não duvido que o XDA fará algo para colocar um Android Puro, igual ao feito no Kindle Fire.
    E parabéns pela cobertura.