Nokia Lumia 800 (e Windows Phone): o que falta?

N

O Lumia 800 está entre nós, e Nokia e Microsoft ligam amanhã sua máquina de marketing para tentar vender, vender, vender e vender aparelhos no mercado brasileiro.

Fato é que a Microsoft diz que “nunca trabalhou com uma fabricante com tantas conexões nas operadoras e no varejo” (frase de Celso Winik, gerente-geral da divisão de mobilidade da Microsoft Brasil, na festa da Nokia ontem), assim como a Nokia vê na Microsoft um potencial enorme para encontrar novos desenvolvedores (sexta-feira tem Developer Day em São Paulo, com mais de 500 inscritos – ou 200 além das expectativas).

Mas o Lumia 800 e o Windows Phone ainda não são produtos completos (o WP tem menos de 2 anos de vida de mercado)- e a comparação é inevitável com as outras plataformas (iOS, Android). Windows Phone, acredito, será a terceira base em um futuro próximo (competindo com, claro, Android, liderado pela Samsung, e iOS, da Apple). Não acredito

O Windows 8, com lançamento previsto (e não confirmado) para outubro, – e seu irmão Windows 8 para ARM – vai completar a experiência e unificar a interface Metro nos smartphones (na vindoura versão Apollo), tablets e computadores (e também prevejo uma briga boa nos bastidores com a entrada dos tablets ARM na parada).

Até lá, segue minha breve lista de desejos, tanto para os Nokia Lumia quanto para o Windows Phone em geral:

  • usar o aparelho como modem (questão Lumia, com promessa de update para resolver isso em breve)
  • trocar dados no aparelho com o Windows Explorer (e não apenas com o lento Zune/Windows Phone Connector), via Armazenamento de Massa; reprodução de vídeos em AVI/DivX nativos
  • mostrar informações de bateria e operadora sempre (em vez de esconder); melhorar notificações.
  • melhorar as configurações de áudio (equalização – incrível no HTC Ultimate, por sinal, por conta do áudio SRS integrado)
  • Nokia, já temos o Mapas e o Dirigir como opções exclusivas de aplicativos. Cadê a música e downloads ilimitados?
  • fones Monster com os aparelhos Lumia (e não esse fone básico que vem com o 800).
  • 65 mil apps é um número razoável de apps. Já temos o básico (Evernote, Twitter, Facebook, Seesmic…), mas a Microsoft deve trazer gente grande (nosso chute) pro Win8 mesmo e tudo integrado (chute 2: grandes apps pagos nas outras plataformas gratuitos para WP, sem anúncios…)
  • Nokia: sempre adorei acordar com um 5800 ou um N900 para virar o aparelho de manhã para ter mais 10 ou 15 minutos de sono. Isso faz MUITA falta. E o relógio na tela de descanso.
  • Bluetooth: não é possivel enviar ou receber arquivos via Bluetooth ou dar um nome para o seu aparelho direto pelo produto
  • Falta, no Windows Phone, a opção de selecionar itens múltiplos
  • Poder mesclar suas contas do MSN. Se vc tem um MSN pessoal, um corporativo e um ID do xbox, escolha apenas um e esqueça os restantes.

Por enquanto é isso. Mais sugestões e ideias na caixa de comentários abaixo.

 

 

 

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos