Nokia: Brasil já é o terceiro maior mercado em vendas

N

Uma leitura mais aprofundada nos resultados financeiros da Nokia mostra que o Brasil já é o terceiro maior mercado em vendas para a fabricante finlandesa, ficando atrás da China e Índia e na frente da Rússia, Alemanha, Japão, Estados Unidos, Reino Unido, Itália e Espanha. Esses países somados, de acordo com a Nokia, representaram 52% do total de vendas líquidas da fabricante em 2011.

No ano anterior, o Brasil apareceu em sexta posição, atrás da China, Índia, Alemanha, Rússia, Estados Unidos e na frente do Reino Unido, Espanha, Itália e Indonésia. Em 2009, o Brasil estava em oitava posição. Crescimento incrível em pouquíssimo espaço de tempo, não? Vale lembrar que em 2011 a Nokia transferiu sua sede toda da América Latina de Miami para São Paulo (e isso, claro, incluiu alguns cortes).

Além disso, o longo relatório financeiro confirma a informação de que a Microsoft pagou à Nokia para uso do Windows Phone. Diz o texto:

Nosso acordo estratégico com a Microsoft inclui pagamentos de suporte à platafoma vindos da Microsoft, assim como pagamentos de royalties nossos para a Microsoft. No quarto trimestre de 2011, recebemos o primeiro pagamento trimestral de US$ 250 milhões (180 milhões de Euros). Temos uma estrutura de royalties de software competitiva, que inclui um mínimo de compromisso de royalties de software. Sobre a duração do acordo, (…) ambos são esperados na medida dos bilhões de dólares“.

E vale repetir o que disse hoje cedo:

Lendo os números mais de perto, até que os dados sobre aparelhos não são tão ruins se comparados com a divisão de “location & commerce” (leia-se “mapas e direções), que teve vendas de 306 mihões de euros (crescimento de 15% em relação ao trimestre anterior) e um prejuízo operacional de 1,205 bilhão de euros no trimestre (1,526 bi de euros no ano, contra 663 bi de euros em 2010). Sei não, se Elop eu fosse, me livraria rápido dessa divisão.

Alô, Microsoft, quer comprar uns mapas?

 

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP+ZUMO em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos