Nokia 5800 XpressMusic: melhor do que o esperado

N

O 5800 Xpress Music, celular da Nokia com tela sensível ao toque, fez sua primeira aparição em público ontem à noite durante o Nokia Trends (não, ele não subiu ao palco para tocar com os DJs).

E, ao contrário do que mostravam os vídeos iniciais, o 5800 responde aos comandos bem mais rápido do que eu imaginava. O design, vendo de perto, ainda é algo estranho (numa comparação grosseira, um iPhone mais quadrado) – mas isso é sempre um “problema” nas primeiras gerações de aparelho Nokia (vide o N95, que quase não tem nada a ver com os demais N-series atuais).

Falando em Nseries, esta semana veremos o lançamento de um novo modelo, já com touchscreen, nessa linha. O passarinho que conta coisas ao Zumo diz: aguarde novidades na terça-feira, durante o Nokia World 2008, em Barcelona (tem até uma contagem regressiva no site europeu da fabricante).

Mas vamos voltar ao 5800.

Gostei que os detalhes coloridos na borda não têm cor sólida – o vermelho é um tanto transparente, parece um acrílico ao redor do aparelho. A caneta stylus fica escondida na parte inferior do 5800 (não vi por lá a tal palheta de guitarra para toque na tela). O plug 3,5 mm para fone de ouvido fica na parte superior do telefone.

Como já disse, o tempo de resposta é melhor do que eu imaginava. À primeira vista (e numa comparação muito rápida), a resposta ao toque é similar à do HTC Touch Diamond (que roda Windows Mobile, um sistema operacional bem menos “amigo” às superfícies de toque, por conta de alguns ícones pequenos). Concorrentes como o Samsung Omnia ficam bem para trás no tempo de resposta do toque.

No pouco tempo que usei o 5800, percebi que ele tem aquela resposta tátil (a famosa “vibradinha” para confirmar o clique) em algumas ocasiões – na galeria de fotos, por exemplo, mas não na tela principal. Creio que é questão de configuração.

Só achei a navegação por toque nas galerias de fotos um tanto lenta (dá para perceber no vídeo abaixo que “apanhamos” para fazer funcionar – assim como na hora que o aparelho bloqueia a tela).

O som, pelo pouco que dá para ouvir, é alto – e olha que o ambiente era bem barulhento. O teclado na tela me pareceu pequeno, mas acredito que era a configuração (o 5800 tem um teclado T9 integrado, que eu acho bem mais rápido e fácil de usar). Não naveguei na web com o 5800, aguardo um modelo para testes (certo, turma da Nokia e LVBA?).

Mas é melhor ver o vídeo mesmo para ter uma idéia. Tem um pancadão rolando no fundo, não se assustem.

(Renata Mesquita atua como modelo de mão e navegadora perdida pelo 5800).

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin


RSS Podcast SEM FILTRO




+novos