ZTOP+ZUMO 10 anos!

Netbook da Lenovo: primeiro nas escolas e empresas

lenovo_s10e_intro_small

Depois da HP e da Dell, finalmente chegou a vez da Lenovo anunciar a chegada de seu netbook ao Brasil — o IdeaPad S10e — inicialmente voltado para o mercado corporativo e de educação (daí o sufixo “e”). Em termos práticos isso não significa lá muita coisa, já que qualquer um poderá adquiri-lo diretamente no site da empresa a partir da próxima semana (30/mar), como se faz hoje com um ThinkPad.

lenovo_s10e_recursos

Como é tradição nos computadores da empresa, um dos grandes atrativos do S10e é seu conforto de uso, com especial preocupação com seu teclado em português e monitor LCD de 10,1″ com resolução nativa de 1.024 x 600 pixels com iluminação por LEDs e acabamento anti-reflexo. Ele mede aproximadamente 24,9 x 3,0 x 18,2 cm e 1,2~1,4 kg de peso dependendo do tipo de bateria (de 4 ou 6 células). O produto terá opções de disco à partir de um SSD de 4 GB até HDs convencionais de 160 GB.

lenovo_s10e_lateral_small

O processador é o já conhecido Atom N270 de 1,6 GHz com HT, aceleradora gráfica Intel GMA 950 e Wi-FI 802.11b/g. O produto virá com Windows XP SP3 mas também poderá ser oferecido sem sistema operacional. Ele vem com 512 MB DDR2 667 soldado na placa-mãe e um slot para cartão SODIMM. Segundo a Lenovo, sua capacidade máxima será de 1,5 GB, ou seja, não é possível desligar a memória interna e adicionar um pente de 2 GB como no MSI Wind / Mobo White. O portátil ainda conta com duas portas USB 2.0, slot para cartão de memória Flash (SD/MMC/MS), porta SVGA e de áudio.

lenovo_s10e_expresscard_small

Um recurso que, por enquanto, só vimos no netbook da Lenovo é a presença de um slot ExpressCard/34 (yay!) o que permite a instalação de diversos acessórios, entre eles um modem 3G, já que o mesmo não pode ser implementado internamente no S10e. A empresa chegou a contatar algumas operadoras para analisar possíveis parcerias, mas nada de concreto foi fechado.

lenovo_quickstart_small

Outro recurso exclusivo é o Application Laucher, um botão de atalho que fica ao lado da chava liga/desliga do Wi-Fi que pode ser programado para chamar algumas aplicações como o Quick Start (à esquerda, muito parecido com o Asus Express Gate). Dentro do Windows, o botão pode ser usado para chamar as aplicações preferidas pelo usuário.

Segundo a Lenovo, a versão mais simples do S10 será um modelo com 512 MB de RAM, 4 GB de disco SSD e Windows XP e cujo preço se inicia na faixa dos R$ 1.600.

O modelo apresentado na coletiva ainda era um protótipo, de modo que iremos esperar pela versão final montada no Brasil para fazer um review. Fiquem ligados.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • R$ 1.600,00!? #FML… Podiam cobrar uns R$ 1.000,00 que estaria de bom tamanho…

    []’s!

  • Andelson Marcelino

    Nem R$ 1000, dá pra comprar um eeepc 900 com 20 GB SSD, que dá pra colocar pente de 2GB de RAM, que aliás coloquei no meu eeePC 7 e funciona, por R$900. Pagar R$ 1600, com 2 USB, 4GB de SSD e só 1,5 GB RAM??? Nem Morto.

  • eeePC com 2Gb dá e sobra como netbook!

    E por 1.600 já é possível comprar um dual core!

    E obviamente vão justificar o preço devido ao custo Brazil… afff

  • Sim, o preço dele (como o de seus concorrentes) é salgado aos olhos de muitos, mas levando em conta o público alvo deste produto, é aceitável.

    Netbooks como o Eee de 7″ são pra quem quer PREÇO, a mínima funcionalidade de internet e pra usar em sala de aula (7″ é adequado e cabe em praticamente qualquer lugar). É imprensável se usar um Eee como um computador principal. Possível é, mas extremamente desconfortável, por motivos óbvios.

    Já a situação muda BEM com 10″. Não é a melhor coisa do mundo, mas é o mínimo para se poder usar por mais tempo, pode substituir um notebook sem muitas dificuldades durante uma viagem. Pra quem precisa do básico, é uma opção versátil e robusta (por não ter HD em sua maioria).

    Claro que muitos torcerão o nariz, preferirão um note “full size”. Eu também. Mas ter que usar uma mochila ou uma maleta grande e pesada pra carregar isso enche o saco. Já esses facilitam muito nessa questão.

  • RJP

    Eu saí de um notebook de 15″, velho, para um netbook de 10″, um MSI Wind. Estou muito contente com a escolha, foi a mais acertada. O novo pesa pouco mais de 1/3 do antigo, cansa muuuuuito menos. E é confortável de trabalhar. Mas paguei R$ 1650 por ele, há 6 meses atrás. Hj ele está uns R$ 1300.

    Claro, vc tem q ver qual é o foco de uso. Netbooks são legais em termos de mobilidade, e aí se for olhar o preço, desanima. Mas tem outros fatores, como bateria de duração + longa, entre outros, q fazem muitos repensarem a posição.

    1600 na mão do fabricante está dentro do preço. Na mão do lojista de shopping de informática do Avenida Central / Santa ifigênia / Feira dos Importados / whatever é c/ certeza + barato, uns R$ 1400 ou menos.