Nehalem ganha nome oficial: Intel Core i7 (hein?)

N

Como já reportei numa época em que o Zumo nem existia, a Intel confirmou hoje (11 de agosto) que sua nova microarquitetura de processadores (codinome Nehalem) que irá substituir o atual Penryn será chamada simplesmente de Core.

Basicamente, as coisas começaram a ficar confusas e com tendências a piorar desde o lançamento do Core 2 Duo – que significa algo como “processador com tecnologia Core de 2ª geração com dois núcleos”. No seu lugar, os futuros chips Nehalem — incluindo a versão Extreme — serão conhecidos pelo sufixo i7 e terão o nome formal de Intel Core i7 processor. A diferença estará apenas na cor do logotipo.

Acredito que o “i” represente a microarquitetura da Intel, mas ainda não entendi a razão da escolha do número 7 e será meio difícil descobrir isso agora, numa tarde de domingo. Vamos esperar até amanhã para ver se descobrimos algo.

Henrique especula: 7 de numerologia, talvez? 7 da sorte? Sétima geração? Sétimo selo?

Nagano filosofa: Mas pensando bem… se levarmos em consideração a antiga nomenclatura dos chips Intel baseado em gerações (i286, i386, i486) o Pentium seria o i586 e, se desconsiderarmos todas as suas atualizações (Pentium MMX, Pentium II, Pentium III e Pentium 4) o seu sucessor — o Core Duo/Core 2 Duo — poderia ser o processador Intel de sexta geração (i686) e o Nehalem a sétima geração (i786) ou simplesmente i7 (duh!).

Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos