ZTOP+ZUMO

MWC 2012: quem ganha, quem perde, quem fica na mesma

Mobile World Congress 2012 termina em algumas horas. Foram cinco dias de excesso de informação, pouco sono, ameaça de greve de transportes e a incrível oportunidade de ver de perto os principais lançamentos de celulares, smartphones, foblets e tablets (teve até um carro) para o resto do ano.

A feira acaba com alguns vencedores claros e também já dá sinais de que começa a se esvaziar.

Android mostrou sua relevância e importância de novo? Sim e não.

Os bons e grandes exemplos de smartphones Android vieram da Ásia: HTC One (pelo conjunto da obra, o melhor da feira), Huawei Ascend D Quad e ZTE Era (que mostram a corrida dos chineses para crescer em todo o mercado de celulares, dos aparelhos mais básicos até os quad-core mais sofisticados).

Já os tablets Android, ao meu ver, ficaram em segundo plano. Samsung fez sua festa, Asus foi discreta (estava em uma salinha escondida com os novos e belos Transformer Prime, que ficam para a semana que vem), mas acredito que será uma das poucas a sobrar nesse mercado-que-parece-que-o-Google-não-se-importa. E só, que vale mencionar: todo mundo esperando o iPad 3, semana que vem.

Destaque para o sensacional-porém-não-olha-feio-que-eu-vou-ser-caro-mesmo PadFone, da Asus. Seu conceito vai além do tablet e é realmente inovador ao unir smartphone, tablet e teclado.

A Samsung decidiu mostrar seus novos tablets e investe pesado na divulgação – por toda Barcelona – do Galaxy Note, repetindo o que já tinha feito durante a CES, em janeiro. Trouxe também vários smartphones de entrada, um smartphone com projetor incrível, mas deixou a cereja do bolo, chamada Galaxy S III, de fora. A Samsung nem fez coletiva de imprensa por aqui: reza a lenda que o S III será anunciado em um evento exclusivo da fabricante em algum momento neste semestre – e é o início do esvaziamento do MWC.

Já a LG repetiu uma fórmula testada antes da CES: anunciar todos seus aparelhos antes da feira. Fez isso com o Optimus 3D Max, com o Optimus 4X HD, com o foblet Optimus Vu e com a linha Optimus L. Nada que vá mudar o mundo, mas pelo menos agora o design e a tecnologia de smartphones da LG está mais unificado, com sinais claros (principalmente com o Optimus L7) de que vão investir mais em aparelhos topo de linha, que dão maior retorno financeiro. Tablet da LG? Nem sinal. Fazem bem.

A Motorola estava, mas não estava. Tinha um estande grande, quase igual ao da CES, mas não trouxe nada de novo, pelo menos em aparelhos. Para a nova empresa do Google, o MWC foi uma grande sala de reuniões, fato comum aos fabricantes de qualquer coisa por aqui. A conferir o que vão fazer no resto do ano, agora como googlers.

Dá quase para dizer a mesma coisa da Sony Mobile, ex-Sony Ericsson, que fez dois anúncios mais que tímidos da linha Xperia – o  P e o U, bonitos, eficientes, mas apenas complementos ao lançamento do Xperia S em janeiro, na CES. Os robôs da Ericsson estavam mais divertidos.

E tem a Nokia, claro. Se ano passado a reação da parceria entre Nokia e Microsoft era de choque, 2012 é luz, é raio, estrela e luar.

Estande gigante, anúncios importantes com a tecnologia PureView no Nokia 808  (piada interna da feira: um aparelho com Nokia Belle, ex-Symbian, foi o grande destaque do MWC, já que faltou um anúncio bombástico em Android – estou falando de você, Samsung). E a chegada do Nokia 610, com Windows Phone 7 “Tango”, abre caminho para um novo mundo de aparelhos com Windows Phone mais baratos.

Curiosamente, nem Samsung nem HTC, tradicionais parceiras da Microsoft, anunciaram smartphones com WP7 aqui em Barcelona – só a ZTE, com o Orbit, e a Acer (que não vende smartphone no Brasil). Palpite chutando muito alto? Windows Phone vai ficar só com a Nokia mesmo – que também disse que vai lançar no resto do mundo o gigante Lumia 900 (outro vindo da CES) e os chineses (ZTE já entrou no bonde do aparelho barato, certo?). Deu também a impressão, pela ausência de outros fabricantes, de que todo mundo estava esperando o que a Nokia vai fazer este ano.

Ah, sim, teve o anúncio do Windows 8, mas prefiro não falar dele aqui. Trauma recente, sabe?

Encerro por aqui as transmissões de Barcelona (mas você pode reler tudo que escrevi nesses dias de novo na página de MWC 2012 do ZTOP). Obrigado pela audiência e pelos comentários. Temos mais fotos e coisas exclusivas no nosso Facebook.

Semana que vem ainda continuo a falar dos produtos que vi e não tive tempo de sentar com calma, e amanhã vou tirar um dia de folga e andar de montanha-russa.

E as fotos aqui são visões gerais da sensacional Fira de Barcelona e suas paisagens (e festas) malucas, onde ocorre o Mobile World Congress pela última vez. Ano que vem a feira continua na cidade, mas vai para um novo local. 

 

 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • thiagodamatta 01/03/2012, 10:26

    Quando você fala "a feira dá sinais que começa a se esvaziar" quer dizer que ela está perdendo importância? Ou que os estandes estão se esvaziandos porque a feira está acabando esse ano?

    • henriquem 01/03/2012, 10:29

      que ela está perdendo importância – o fato de a samsung querer lançar um smartphone animal fora da feira é um enorme sinal disso

      • vinibroz 01/03/2012, 22:42

        Mania de apple???

        • Lucas Herrera 06/03/2012, 09:52

          Está se mostrando a melhor maneira de lançar produtos.
          Causa um frenesi grande e dá mais destaque ao produto que está sendo lançado.
          Também dizem que ela atrasou o lançamento por outros dois motivos:
          – Dar mais tempo para o Galaxy S2 vender, até porque foi lançado nos EUA a mais ou menos 6 meses, não seria interessante lançar outro aparelho enquanto o outro não deu tudo que tinha que dar.
          – Anunciar o aparelho mais próximo a data do lançamento, outra coisa que também aprendeu com a Apple, quando o pessoal vê o produto eles querem ele logo, demorar meses pra lançar faz o produto cair no esquecimento e não ter vendas tão boas quanto poderia.

  • dvfcpl 01/03/2012, 13:18

    estranho…

  • erivaldoff 01/03/2012, 16:24

    Eu estive na CES representando o Diario do Android… Estudos e trabalho me impediu de ir pra MWC.. Eu sei o quanto e cansativo fazer a cobertura desse tipo de evento….
    Gostaria de parabenizar pela bela cobertura do evento e que o seu site continue crescendo.
    =D

  • Higuetari 01/03/2012, 20:48

    Parabéns ao ZTOP, ótima cobertura 😀

  • um cara legal 01/03/2012, 23:51

    vcs tem algum tipo de parceria com o gizmodo? são os mesmos autores? pq a interface é bem parecida, mas os dois focam em coisas diferentes né? o giz foca em noticias, e o ztop foca em reviews….., mas de qualquer forma, vcs realmente estão de parabéns, vcs fazem um dos melhores reviews da internet! mas eu acho q vcs podiam puxar mais pra parte técnica q nem o gsmarena…… opnião minha…..

    • henriquem 02/03/2012, 06:11

      oi cara legal! somos irmãozinhos, digamos. nascemos independentes em setembro de 2007, mas desde o final do ano passado fazemos parte da F451, que também é dona do Gizmodo Brasil. Nosso foco, sim, são os reviews e conteúdo de tecnologia original.