Motorola Q: quase barato

M

Q

Depois da HP, da Palm, do BlackBerry e da Nokia, chegou a hora da Motorola lançar seu smartphone. O modelo Q será anunciado oficialmente semana que vem (dia 26) algum dia em breve, já que a coletiva foi adiada. É um lançamento em parceria exclusiva com a Vivo. É um aparelho CDMA (apenas) com boa qualidade de som, chamadas e um software de e-mails mediano (diz a PC Mag EUA). A Motorola Brasil já colocou um teaser no seu site, ainda em inglês. E o preço? Lá fora o preço já está perto dos US$ 200, vai ficar um pouco acima disso por aqui – de acordo com o plano escolhido, claro. Vai bater de frente com o Nokia E62, que sai por US$ 150 nos EUA…

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP+ZUMO em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

<span class="dsq-postid" data-dsqidentifier="308 http://zumo.com.br/?p=308">comentários</span>

  • Gostaria de obter mais informações referente ao MotorolaQ. Se já existe no mercado, as funções: outlook, agenda, internet. Temos o interesse em obter o aparelho quem seria o contato para venda do aparelho.
    Atenciosamente
    Roseni
    011-2124-5750 fone
    011-3032-6432 fax

  • Compramos um celular inteligente Motorola-Q, com teclado, acesso à Internet e e-mails e que pode(ria) ser usado para acessar a correspondência em qualquer ponto onde haja antenas de celular. Além de navegar-se numa mini-tela de Internet, como se fosse um PC.

    Foram 12 ligações para a Vivo tentando ativar o sistema, o que só pode ser feito por telefone. Não conseguiram.

    Em uma ida à loja Vivo, disseram que para atender “cliente corporativo” (!) precisaria trazer “contrato social original e cartão do CNPJ”. Depois de alguma conversa sobre o absurdo do pedido (após esperar quase 1 hora para ser atendido), disseram que iam “dar um jeito”. Na loja ninguém sabia ativar o sistema. Ligaram para a central Vivo, acharam alguém que sabia e, por fone, explicou-me o que fazer.

    Funcionou a Internet, mas não e-mails. Saí da loja, meio satisfeito, liguei para a Motorola e depois de oito transferências no call-center
    informaram que era “um conjunto ainda problemático”, mas uma alma caridosa me orientou e consegui ativar o sistema de e-mails em nova ligação com Vivo.

    Viajamos de carro para a Bahia e ao entrar na área da Telemig em Minas, o sistema se perdeu, o Windows Mobile aparentemente não se entendeu com parâmetros daquela operadora. Na verdade os celulares Vivo não funcionam em Minas, descobrimos depois. Ontem, ao voltar, ligamos para a Motorola ver se podiam me ajudar. A recomendação foi “tirar a bateria e recolocar”. Genial. Feito, permaneceu pifado.

    Levar a uma assistência técnica Motorola, foi a próxima recomendação.

    Devolver a quem vendeu é o que faremos, a tal Fast-Shop. Não é possível comprar um aparelho desta ordem e ficar quase 3 horas ao telefone para nada conseguir e ir a lojas Vivo de péssimo atendimento, gastando um tempo imenso. E desconfiar quando as revendas, como Fast Shop deixarem para o usuário / cliente fazer os ajustes diretamente com Vivo. Não funciona, não aceitem. Sair da loja com o aparelho funcionando será regra de ouro, daqui em diante.

    Nunca imaginamos que o suporte ao produto tanto pela Vivo como pela Motorola fosse tão ruim. Para ativar o acesso à Internet, foram requeridos todos meus dados e da firma umas 7 vezes, depois passada uma senha, que não acessava o sistema. Idem com os e-mails, o que requer outra senha. O conjunto é uma gracinha, compacto, com câmara fotográfica de boa resolução, viva voz, adaptabilidade Blue-Tooth, saida USB, sincronização com um PC, etc. etc. Vem dentro de linda “carteira” de couro.

    E pensamos que é aí que pega. O fecho da carteira de couro é um forte ímã, que, desconfiamos, deve ser um tanto perigoso para os delicados sistemas internos do celular.

    Vejam, o relevo central da carteira é o tamanho da área magnética. Não pode dar certo, pensamos como leigos.

    Motorola-Q, que nada.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos