Moto razr: update para Android 10 garante um futuro para o dobrável

M

A Motorola libera hoje a atualização para Android 10 do Moto razr. Poderia ser só um upgrade padrão, mas mostra um compromisso da marca em dar um futuro para seu smartphone dobrável.

O que muda?

  • Mais recursos na tela externa QuickView, em um grande resumo (além de pacotes de segurança atualizados e o sistema operacional mais recente até o momento), como:
  • Adicionar contatos favoritos, responder mensagens com uma nova “resposta inteligente” e até mesmo digitar na telinha com um teclado especial.
  • Selfies com o aparelho fechado ganham novas capacidades, como tirar fotos com modo recorte, cor em destaque, entre outros e abrir a câmera frontal arrastando a tela.
  • Navegar em mais apps pela tela externa: Google Maps, Spotify, YouTube Music e Pandora (apesar de o último não estar disponível no Brasil).

Por que importa?

O Motorola razr foi anunciado no final de 2019 como o primeiro smartphone dobrável que realmente cabe no bolso, trazendo um tanto de nostalgia de design do Razr original para um mundo moderno. Entretanto, ”a alta demanda” pelo razr no mercado norte-americano levou a Motorola a atrasar a distribuição do smartphone no mercado brasileiro – é um aparelho de valor bastante alto (preço sugerido: R$ 8.999).

O prazo inicial era meados de janeiro de 2020, mas a distribuição começou em março (as vendas, inicialmente restritas à Motorola e operadoras, já estão “normalizadas” no varejo).

Junte a isso a Samsung lançando (e distribuindo antes no Brasi) o Galaxy Z Flip, com conceito similar, porém sem o apelo do design nostálgico e com especificações técnicas mais avançadas e a pandemia de coronavírus, fica a pergunta: quem compra um telefone de R$ 9.000 em maio de 2020?

De qualquer modo, a atualização para Android 10 do Motorola razr mostra o comprometimento da fabricante com o futuro do aparelho, incluindo um potencial upgrade para Android 11 (sem data ainda).

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

+novos