MIPS também quer participar da festa (dos tablets)

M

Não é só de ARM que vive o mercado de tablets. Durante a última CES 2011 a MIPS Technology mostrou seus primeiros tablets e celulares baeado no seu SOC, o que pode viabilizar o surgimento de uma nova geração de dispositivos móveis de menor custo.

Segundo a MIPS, ela apresentou dois novos celulares e (supresa! surpresa!) diversos tablets incluindo os modelos da Velocity Micro que comercializa o chamado Cruz Tablet com (surpresa! surpresa!) SO Android . O modelo mais novo, o T301 tem o preço sugerido de US$ 249 mas já pode ser encontrado por US$ 218 no Amazon.com. O que me intrigou nesses modelos da Velocity é que nas suas especificações técnicas eles não dizem qualquer menção ao processador o que para mim é algo embaraçoso para um fabricante do porte e relevância da MIPS que entre muitas coisas ajudou a criar o processador do PSP/PS2.

Tudo bem que a MIPS ainda não adotou nomes transados para seus processadores — a exemplo do que fez sua rival ARM. Isso pode parecer bobagem do ponto de vista de um componente eletrônico que fica escondido dentro do dispositivo mas que tem se mostrado bem sucedido num mercado onde as pessoas assimilaram novas palavras no seu liguajar técnico com Snapdragon, Tegra, Gorilla Glass e até Dragontail, sendo que esses últimos são  nomes de placas de vidro!

Para mim isso pode ser uma indicação de que a MIPS poderá ser para a ARM no segmento de dispositivos de mão o que a VIA ou a AMD é para a Intel é no segmento de PCs.

O que deu pra ver no Google é que a MIPS já é usado pelos fabricantes de produtos Shanzai, mais conhecidos por aqui como Xing-ling.

Vamos esperar um pouco pra ver que bicho dá.

Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos