ZTOP+ZUMO 10 anos!

MicrosoftY!: as ações caem, o valor também cai?

(ou um pequeno guia de links do que está rolando no caso…)

Há um estranho consenso no ar: muita gente não quer que a Microsoft leve o Yahoo! pra casa. Há especulação sobre vários possí­veis investidores: Google, News Corp (que diz que tirou o corpo fora)… tem até uns chineses na disputa! Tem ainda os usuários do Flickr reclamando em um grupo anti-Microsoft.

O prêmio de matemática maluca do dia vai pro AlleyInsider, que fez as contas e chegou í  conclusão de que os mesmos US$ 31 oferecidos por ação na última sexta-feira hoje valem US$ 29,50 – culpa das bolsas de valores e da Microsoft, que despencou quase 10% nos últimos dias. Oops, desculpaí­, investidores. Mas já fui informado de que o valor não muda. Se paga 31, é 31 mesmo.

E, pra complicar, tem problemas de parcerias com o Yahoo! pelo mundo. No Brasil, o portal MSN usa links patrocinados do Yahoo! (bizarro). No Japão, a coisa é pior: o Yahoo! Japan não pertence ao… Yahoo! – a coisa é tão feia que nem os messengers de um falam com o do outro.

Enquanto isso, o tempo passa. Jerry Yang, yahoo-mestre, avisou hoje em um comunicado í  SEC e a seus funcionários que “nenhuma decisão foi tomada ainda sobre a proposta da microsoft. nosso board avalia diversas alternativas estratégicas potenciais em um panorama complexo…“.

Tem a reação do staff Microsoft também. O Mini-Microsoft, blog anônimo de um funcionário da empresa, agradece aos céus por tirar o foco do Windows 7 e seus vazamentos de informação por aí­. Mas o comentário mais maldoso – que não acho o link, infelizmente – que li por aí­ dizia: ‘Nossa, a Microsoft vai pagar 46 bi pelo Flickr?‘. Nas terras oficiais do Yahoo!, nada muda. Um dos blogs de inovação do Yahoo! compara a empresa atual í  Nintendo pré-Wii, que ninguém dava nada e hoje tem o console mais hypado do mundo.

Enquanto isso, o assessor de imprensa da Microsoft nos EUA ri í  toa em seu blog.

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin