Microsoft + Skype = Microskype ou Skypesoft?

M

A Microsoft confirmou  na manhã desta terça-feira que vai comprar o Skype pelo valor de US$ 8,5 bilhões em dinheiro. “Assim que a aquisição for concluída, o Skype se tornará uma nova divisão de negócios na Microsoft”, disse Tony Bates, CEO do Skype, em um post publicado no blog da empresa.

Com a aquisição, antecipada ontem à noite pelo “Wall Street Journal“,  a Microsoft vai integrar os recursos de comunicação de voz e vídeo em tempo real do Skype em seus produtos de hardware, como Xbox, Kinect e Windows Phone, e de software, como Outlook, Xbox Live e outros. A Microsoft disse, em um comunicado, que vai continuar a investir e desenvolver clientes do Skype para outras plataformas (iOS, Android, Symbian, TVs etc).

“É um dia incrível para todos no Skype, já que demos um passo significativo em tornar real nossa visão de transformar o mundo em um local melhor e mais conectado”, afirmou Bates, que será presidente da Microsoft Skype assim que a compra for concluída (ou seja, nada de Microskype ou Skypesoft, né?).

Hoje, o Skype tem 170 milhões de usuários em todo o mundo, que passaram 207 bilhões de minutos conversando por voz e vídeo em 2010. Aqui no ZTOP usamos o Skype para chamadas em grupo e toda vez que viajamos por aí.

A empresa, fundada em 2003, foi comprada pelo site de leilões eBay em 2005 (quando meio mundo disse que seria a revolução de comunicações no comércio eletrônico e… deu em nada) e adquirida pelo grupo de investimentos Silver Lake em novembro de 2009. Segundo a Microsoft, a Silver Lake aumentou em 150% os minutos de chamada por mês e criou novos modelos de receita e parcerias estratégicas para o Skype.

É irônico (e um tanto divertido) ver a Microsoft comprar o Skype. Primeiro, porque os rumores indicavam que Facebook e Google queriam comprar a empresa. E hoje começa o Google I/O, evento de desenvolvedores do buscador em San Francisco, e que vem cheio de novidades relativas a serviços online e Android para o próximo ano. A Microsoft, pelo menos na parte da manhã, roubou o foco da mídia.

 

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos