ZTOP+ZUMO 10 anos!

Fundação micro:bit oferecerá descontos para participantes do CBAC e LET’S GO FESTIVAL

Os inscritos nesses eventos poderão adquirir o “micro:bit 10 Student Classroom Pack” com 40% de desconto!

A Fundação Micro:bit anunciou na semana passada que, para apoiar o desenvolvimento da Educação 4.0, durante a Fundação micro:bit vai subsidiar a venda da sua plataforma computacional micro:bit …

… para os participantes do CBAC (Conferencia Brasileira de Aprendizagem Criativa) e do Let´s Go Festival, oferecendo o seu “micro:bit 10 Student Classroom Pack” pelo valor de R$ 1.270 — ou R$ 127 por unidade — o que representa um desconto de ~40% sobre seu preço normal que é de R$ 210 por unidade:

Note que esse pacote não contém apenas placas micro:bit e sim o que eles chamam de “starter pack”, ou seja…

… cada unidade do micro:bit também vem acompanhado de um cabo de comunicação USB micro, suporte para duas pilhas AA (inclusas) e um pequeno guia de iniciação. Com isso, o educador tem na prática tudo o que seria necessário a iniciar imediatamente suas atividades com esse produto:

Para adquirir este kit os interessados devem visitar a página da promoção e fazer o pedido on-line que poderá ser entregue tanto durante o evento quanto enviado para o endereço indicado pelo cliente.  Só que neste caso será cobrado uma taxa fixa e R$ 50 (totalizando R$ 1.320) para cobrir os custos de postagem.

Observe também que existe um limite de uma caixa (com 10 unidades do micro:bit) por participante. As notas fiscais serão enviadas por e-mail após entrega do kit nos eventos.

Para mais informações, clique aqui.

LET’S GO FESTIVAL é considerado o Maior Festival de Inovação Educacional da América Latina que acontecerá no Castelo do Batel na cidade de Curitiba nos próximos dias 25 e 26 de setembro na cidade de Curitiba no Paraná.

Já o CBAC será a primeira conferência brasileira ligada a chamada Aprendizagem que ocorrerá nos dias 26, 27 e 28 de setembro no Departamento de Políticas e Tecnologias Educacionais/Seed também na cidade de Curitiba.

Ainda em tempo:

Para quem não sabe, o micro:bit chegou oficialmente no Brasil em outubro do ano passado graças a uma parceria formada pelo micro:bit foundation e a Postivo Tecnologia Educacional, cujo objetivo é de levar aos alunos brasileiros e de outros países da América Latina uma plataforma computacional baseada em um micro-computador programável que estimule o interesse por tecnologia, inovação e empreendedorismo que são as bases da cultura maker que está ajudando a formar uma nova geração de inovadores nas áreas de ciência e tecnologia.

O micro:bit começou a ser distribuído gratuitamente em 2016 para cada aluno do sétimo ano das escolas na Inglaterra e em Gales, além de estudantes na Irlanda do Norte e na Escócia com idades à partir de 11 anos (o início do ensino médio) e hoje já é usada por um milhão de alunos em programas educacionais desenvolvidos pela BBC com resultados comprovados.

Segundo pesquisas realizadas junto a estudantes e professores revelam que o projeto teve um impacto forte e muito positivo, com 90% dos estudantes afirmando que o BBC micro:bit ajudou a mostrar que qualquer pessoa pode programar, 88% descobriu que programação não é tão difícil como pensava, e 45% dos alunos disseram que considerariam TIC e ciência da computação como uma opção no futuro (antes do projeto, esse índice era de 36%). Entre as garotas, o impacto foi ainda mais expressivo: de 23% antes do micro:bit para 39% depois – um aumento de 70%.

Entre os professores, os resultados também são positivos: 75% dos educadores usaram ou têm intenção de usar o micro:bit, 85% concordam que o projeto fez com que as disciplinas de TIC e ciências da computação se tornassem mais agradáveis para seus alunos e 80% que ajudou os jovens a perceberem que programação é menos difícil do que parece.

Além disso, metade dos educadores que usaram o micro.bit dizem que se sentem mais confiantes como professores, em particular aqueles que dizem que não se sentiam tão seguros ao ensinar computação.

Também veja a nossa análise exclusiva do micro:bit aqui.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.