ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Gadget do dia: Luminária (movida a água) Maxell Mizusion MS-T210WH

Nova luminária de emergência da Maxell utiliza água com sal para acender um LED branco por até 80 horas.

Mais conhecida por aqui pela sua linha de mídias de armazenamento e acessórios de som, a Maxell do Japão anunciou recentemente uma curiosa luminária de emergência movida a água com sal, o Mizusion MS-T210WH:

A feitiçaria tecnologia por trás esse produto é o chamado “Power Bar” (embaixo) um eletrodo de liga de magnésio que, ao entrar em contato com uma solução eletrolítica — feita com 1 copo (americano) de água (~180 cc) e meia colher de sopa de sal (~7 gramas) — é capaz de gerar uma corrente elétrica forte o suficiente para ligar um LED cujo brilho máximo pode chegar a ~2.000 lux.

Quando não estiver sendo usada, pode-se remover Power Bar e drenar o líquido para que a reação química seja interrompida, preservando assim o mesmo de desgastes desnecessários. Isso porque, segundo a empresa, o Power Bar tem uma vida útil de até 80 horas de uso, sendo que a solução de água com sal deve ser trocada após 30 horas.

Estima-se que se armazenado de maneira adequada, esse produto pode durar por até 10 anos, o que é bem mais do que podemos esperar de um modelo a pilha.

Segundo o fabricante, o Mizusion é indicado tanto para atividades de lazer como acampamentos e/ou pescarias quanto em situações de contingência como um apagão.

Fora isso, ele também pode ser um equipamento vital em situações de emergência logo após um desastre natural como um terremoto, enchente, tufão, ataque de zumbis e coisas do tipo.

Essa luminária mede aproximadamente 9,5 x 21,5 × 9,5 cm (LxAxP) 350 gramas de peso e já vem com uma colher de medida para o sal. Seu preço sugerido é de 3.218 ienes (~R$ 94). Já o Power Bar pode ser adquirido à parte por  1.058 ienes (~R$ 31).

Mais informações aqui.

Ainda em tempo:

Se você não mora no Japão e gostaria de ter uma engenhoca dessas para chamar de seu, o blog da Nova Eletrônica ensina a fazer uma lanterna movida a água, salmoura, vinagre e até Gatorade:

Upalelê!

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Adriano De Lima

    Olha, tá de parabéns esse pessoal.
    Lanterna FANTÁSTICA!
    Agora vou ler a sugestão do Nagano e fazer a minha. (Hehe!)