ZTOP+ZUMO 10 anos!

Números enormes: LG X-Boom DJ Pro (ou o dia que a CES encontrou a classe C)

CES 2014: Existe um lado da cobertura jornalística (tanto online quanto offline) de eletrônicos de consumo e tecnologia no Brasil que ignora por completo determinadas categorias de produto (este ZTOP incluído, sem mea culpa). É o caso dos mini-systems, que de mini não têm nada e são feitos para fazer barulho e ~animar a festa~ na vizinhança nas periferias país afora.

É um produto (e já ouvi isso de um ou outro fabricante) feito especificamente para o Brasil e, por tabela, para a América Latina. Não vende na Europa, não vende nos Estados Unidos nem na Ásia. É o famoso “o meu é maior que o seu” dos brasileiros em geral pra comparar com os amigos. E tem da LG, da Sony, da Samsung, da Panasonic. Todos os grandes já acordaram para essa nova realidade do consumo brasileiro.

Já tinha visto essa categoria de produto à venda em shoppings  de São Paulo, com alto-falantes grandes e graves abusados, com preços igualmente altos (e parcelados em inúmeras vezes a perder de vista).

SONY DSC

Mas como quem compra não é Classe A ou B, a mídia adora ignorar isso. Hoje, andando pela CES 2014, vi no stand da LG uma versão mais turbinada ainda desse tipo de produto: é o modelo CM9940, ou X-Boom DJ Pro. Não é exatamente um lançamento na feira – já está à venda na Colômbia (não sei o preço), mas chama uma baita atenção pelo tamanho enorme dos alto-falantes de 3.200W RMS.

E o aparelhão tem um CD-Player integrado, entrada USB, Bluetooth (e um app para smartphones Android) e até NFC, com uma mesa de DJ para criar efeitos sonoros em tempo real (cada botão branco desses faz um barulho diferente) – é um aparelho estilo aquele criado pela Philips com o Armin Van Buuren com muitos muitos esteróides. E graves, muitos muitos graves. Muitos graves.

SONY DSC

Bônus track: a iluminação das caixas de som (em vermelho e branco) acende e apaga, em algo chamado X-Flash. De que adianta o som sem a luz certa na festa em casa?

SONY DSC

SONY DSC

SONY DSC

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • Juan Lourenço

    É tão Classe C que o app é só Android e não iOS hahaha (calma! sou fandroid, feliz com meu Nexus, mas não podia perder a auto-piada)

    • Hugo Leonardo

      ….kkk… Piada bastante pertinente por sinal hein Juan?!….hehehehe

  • willliam

    que dia chega ao brasil?

  • Denilson Almeida

    Cara quando esse som vai chegar ao Brasil?