ZTOP+ZUMO

Lenovo ThinkPad X1 chega ao Brasil

Já falamos do Lenovo ThinkPad X1, mas agora é oficial: o produto chega às lojas brasileiras, junto com um monte de outras novidades da fabricante chinesa.

Como o Nagano já disse antes, “Com apenas 1,6 cm de espessura (na sua parte mais fina), o X1 é quase um manifesto para o mercado do que os engenheiros da Lenovo são capazes quando se junta o desejo de fazer com a capacidade de realizar — e sem abrir mão de recursos ou desempenho. E como foi com o X300 no passado, muitas das idéias e recursos do X1 poderão com o tempo ser incorporados aos outros modelos da casa, em especial nas linhas T e W“.

O preço sugerido da configuração inicial do X1 equipada com processador Core i5 2520M, 4 GB de SDRAM (expansível para até 8 GB) e disco rígido de 320 GB é de R$ 6.499.

MacBook Air e Samsung Série 9 que se cuidem. Mais detalhes dos lançamentos da Lenovo ainda hoje neste ZTOP (reza a lenda que tem até tablet…)

Testimonial:

Já estou nessa vida de rato de laboratório desde o século passado e conheço a fama e resistência dos ThinkPads desde os tempos que o produto ainda era da IBM, época em que fui catequizado por um especialista chamado Jim Alfaro, que fazia todo tipo de estrepulia com esse portátil, incluindo desmontá-lo e remontá-lo totalmente sem sobrar pecinhas para fazer um robozinho.

Muitas demonstrações de resistência desses legendários computadores negros já são meio que clichês do mercado, sendo que no lançamento do X1 vi o novo portátil passar pelas mesmas provações de sempre, como ser pisoteado:

Tomar um banho:

E continuar funcionando:

Para demonstrar a resistência da tela LCD — agora protegida por uma camada de Gorilla Glass — pela primeira vez eu vi a Lenovo desafiar algum membro da platéia  a apunhalar a tela do X1 com a ponta de uma chave. Como não é sempre que a gente tem a oportunidade de bater em notebooks de R$ 6 mil e não tomar bronca por isso, eu topei a parada e entrei na brincadeira.

Mas em vez s de usar uma chave simples, parti para ignorância e usei meu Gerber Artifact: uma multiferramenta de bolso feita de aço inox com acabamento de nitreto de titânio, um instrumento bestial, como dizem os lusos.

Para concentrar a força do golpe em um único ponto escolhi  usar sua ponta menor (na forma de chave Philips).

Aí foi só segurar firme a tela com uma mão e o Artifact com a outra e PIMBA! POW! BOOM! CRASH! uma batida firme e seca na tela do X1.

(como estava com as duas mãos ocupadas, não consegui registrar a façanha em imagens. Sorry…)

E não é que a mardita sobreviveu a pancada sem um mísero risquinho?

Eu particularmente não aprovo esse tipo de demonstração por acreditar que a idéia nesse caso não é de ganhar apostas, e sim de garantir que o computador sobreviva às durezas do dia a dia e até alguma batida ou queda ocasional. Para mim fazer isso de propósito é o mesmo que bater em criança e o cara que faz isso merece levar uma surra.

Fato é que fiquei muito impressionado com essa demo, o que mostra que além de duros na queda, os ThinkPads ainda têm o que mostrar para o mercado quando o assunto é inovação.

m(_ _)m Caramuru… Caramuru…


 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • Marcos 28/06/2011, 22:22

    Foi com isso que vc bateu na tela? Por isso que fez aquele barulhão. rsrs E eu achando que era uma chavinha