ZTOP+ZUMO

Lenovo mostra novos tablets e até TV com Android para 2012

A Lenovo anunciou na prévia da CES 2012 na tarde deste domingo em Las Vegas novos modelos de tablets – incluindo o IdeaPad S2 com Android 4.0 – e até mesmo uma TV – mas, por enquanto, voltada apenas ao mercado chinês em meados de abril deste ano.

Atualmente a Lenovo possui três modelos de tablets: o ThinkPad Tablet e o IdeaPad K1, ambos baseados no processador Tegra 2 da Nvidia + Android 3.1, e o IdeaPad A1, equipado com processador ARM Cortex A8 da Texas Instruments e Android 2.3.

A grande novidade é que a Lenovo irá colocar no mercado novos tablets que a partir de agora deixam de ser chamados de IdeaPad para se serão chamados de IdeaTab. Talvez o mais interessantes deles seja o IdeaTab S2-10, equipado com um processador Qualcomm 8960 dual-core de 1,7 GHz e uma docking station com teclado integrado que, por sinal, lembra muito o Transformer Prime da Asus. A previsão é que ele chegue ao mercado internacional em meados de 2012, mas o preço ainda não foi anunciado.

Já para os seus patrícios, a Lenovo prepara três novos modelos para o mercado chinês o IdeaTad S2, IdeaTad K2 e IdeaTad A2. O S2 virá equipado com um processador Qualcomm + Android 3.1 ou 3.2, enquanto que o K2 terá um processador Tegra 3 + Android 4.o e o A2, um processador Texas Instruments Cortex A9 4430 + Android 4.0.

Fora isso, os chineses ainda são os únicos a ter acesso aos smarphones LePhone:

Finalmente o grande lançamento da Lenovo para a CES é a sua entrada no mercado de eletrônicos de consumo com a Lenovo K91 Smart TV com Android 4.0 Ice Cream Sandwich.

Trata-se de uma TV LCD-LED IPS Full HD de 240 Hz de 42 ou 55 polegadas equipada com um processador Qualcomm 8060 de 1,5 GHz, webcam de 5 megapixels e controle remoto com touchpad, gamepad com acelerômetro, sistema de reconhecimento de comandos por voz, reconhecimento de face com Child Lock (algo parecido com isso?), integração com redes sociais e download ilimitado de apps para TV.

Sob um certo ponto de vista, a K91 não deixa se ser um tabletão com uma tela imensa, de modo que nos parece algo até mais óbvio do que, por exemplo, ela ter lançado uma bicicleta elétrica ou uma chuteira inteligente. E devido ao fato desse produto não depender de bateria, pode ser que seu desempenho seja bom, já que a empresa promete desempenho de console de jogo o que pode ser um Nintendinho de 8 bits ou um PS3.

Lenovo Cloud

Assim como a empresa com nome de fruta e algumas de suas concorrentes, a Lenovo anuncia na CES 2012 sua própria solução de computação na nuvem que recebeu o nome de (surpresa! surpresa!) Lenovo Cloud, que será integrada aos novos smartphones, tablets e TV:

Ela faz parte de uma estratégia descrida pela Lenovo como Four Screen Strategy, que prevê uma experiência de uso igual independente da tela (=screen) por onde você enxerga os seus dados, seja ele um smartphone, notebook, tablet ou mesmo Smart TV (mais sobre isso no final).

Dispositivos como os novos tablets, smartphones e até mesmo a TV mostrada na prévia da CES 2012 serão contempladas com o novo serviço.

Tudo isso ainda é um preview do que vamos encontrar no stand da Lenovo e estaremos lá para conferir as novidades em cores e ao vivo.

 

Veja Também:

 

Disclaimer: Mário Nagano viajou a convite da Lenovo World Wide, mas todas as opiniões são dele.

 

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • @VagLigeiro 08/01/2012, 22:57

    É impressão minha ou as grandes da informática estão caindo de amores em cima das televisões?

    • henriquem 08/01/2012, 23:06

      mercado novo e grande a ser explorado, né?

  • mrmof1 08/01/2012, 23:04

    Lenovo é uma marca MUITO boa. Realmente outro padrão chinês.

  • RodrigoRatan 09/01/2012, 01:02

    Ué.. se a Sony ta desistindo do mercado de TVs e deixando a bola com a Samsung (que já faz em conjunto com a Sony os paineis das TVs de ambas) num movimento similar que a IBM fez com a Lenovo… Justamente porque as margens são baixissimas, o povo quer TV barata, toda TV cara com recursos de ponta só é vendida assim no inicio para early adopters, depois se não baixa o preço, encalha!