Lenovo lança notebook com AMD Ryzen Mobile

L

Novo Ideapad 330S com AMD faz parte da nova parceria estratégica da Lenovo e AMD para o mercado brasileiro.

Como já tínhamos falado a duas semanas atrás, a Lenovo do Brasil finalmente anunciou ontem (19/02) a chegada de uma nova versão do seu notebook Ideapad 330S agora equipado com processador AMD Ryzen 5 Mobile e AMD Ryzen 7 Mobile que devem chegar ao mercado ainda no primeiro trimestre de 2019.

Por que esse lançamento é relevante?

Ele faz parte de uma estratégia traçada pela AMD que data da época do lançamento dos primeiros AMD Ryzen, que era de inicialmente fazer barulho no mercado de PCs de Alto desempenho, para depois cair de pau no mercado de servidores com o AMD EPYC e, finalmente, entrar de sola no mercado de volume (ou mainstream) tanto para desktops quanto notebooks.

A seu favor estava o fato dos Ryzen serem compatíveis com o notório soquete AM4 também usado pelos seus processadores e APUs da série A e Athlon X4 o que significa que uma plataforma única e flexível poderia atender a numa grande variedade de sistemas e configurações, algo por sinal que soa como música nos ouvidos dos fabricantes de PCs.

Fora isso, essa movimentação da AMD meio que coincidiu com uma escorregada monumental do pessoal de Santa Clara que anunciou no fim do ano passado para o mercado que iria reduzir a produção/entrega de seus chips para seus clientes devido a problemas no seu processo de fabricação em 14nm, o que obrigou os fabricantes a replanejarem o seu line-up de produtos, mantendo a produção dos modelos atuais com chips de oitava geração e/ou até adiando a migração para a nona, o que abriu uma janela de oportunidade para a AMD preencher esse vácuo com seus produtos ? .

De um certo modo, isso até explica este lançamento da Lenovo, já que o Ideapad 330/330S foi lançado no ano passado, de modo que a novidade em si não está no computador e sim a sua “motorização”.

E ao contrário do 330 disponível nas cores preto e prata o 330S vem na cor azul-escuro. O curioso é que lá fora ele também pode ser encontrado em outros tons:

Pau pra toda obra

Voltado para o segmento mainstream, o Ideapad 330S encaixa-se numa categoria que a anglosfera chama de desktop replacement ou seja, modelos que muitas vezes entram no lugar de um modelo de mesa tanto em casa quanto no escritório, de modo que ele abre mão (um pouco) da mobilidade em favor de maior conforto no seu uso e ganho de produtividade.

Entre suas características principais estão o uso de uma tela “infinita” de 15″ com abertura de 180° (uia!) com tratamento antirreflexo e a presença de um teclado numérico em separado, como nos modelos de mesa.

Observamos porém que a Lenovo optou por usar uma tela com resolução HD (1.366 x 768 pixels) o que, para nós, em um mundo onde o Full HD é meio que o padrão e já começa a ceder espaço para o 4K e até 8K achamos que uma tela HD já não seja a melhor opção para as nossas aplicações do dia a dia, porque o conteúdo simplesmente não cabe toda na tela, como já mostrou a Laptop Mag:

(c) Laptop Mag

A ironia disso é que o vídeo promocional desse notebook produzido pela própria Lenovo mostra um oftamologista que diz que seu computador (330S) “tem uma tela com uma resolução muito boa onde consigo ver muitos detalhes, importantes para fazer um diagnóstico através dos exames de imagem” ?.

Mas para aqueles que fazem questão de mais imagem, pelo menos ele vem equipado com uma saída de vídeo padrão HDMI o que permite ligar um segundo monitor ou mesmo uma TV de tela grande.

Com relação ao seu processador, a Lenovo Brasil irá oferecer duas opções, a primeira vem com a APU AMD Ryzen 5 Mobile com GPU AMD Radeon Vega 8 integrada e a segunda com processador AMD Ryzen 7 Mobile com GPU discreta AMD Radeon 540 com 2GB de memória GDDR5 dedicada.

O sistema também conta com 1 TB de HD e 4 GB de SDRAM DDR4 de 2.400 MHz soldada na placa-mãe mais um slot para um pente de memória adicional, o que permite, em tese expandir sua memória para até 20 GB.

Note que o modelo com Ryzen 7 já vem com este slot ocupado com um pente de 4 GB, totalizando assim 8 GB.

De resto, esse modelo vem com duas portas USB 3.0, uma USB 3.1 Type-C, porta de som, Wi-fi 802.11ac + bluetooth, webcam com resolução HD, leitor de cartão SD , alto falantes estéreo de 2 watts e bateria com duas ou quatro células com tecnologia de carregamento rápido, ou seja, segundo a empresa com apenas 15 minutos de carga, o notebook pode funcionar por até duas horas.

Disponibilidade e preço

O novo Ideapad 330S com AMD já pode ser encontrado na lojinha da empresa pelo preço sugerido de R$ 2.199 na versão com Ryzen 5 e R$ 3.199 na versão com Ryzen 7.

Mais informações aqui.

ProcessadorAMD Ryzen 5 / AMD Ryzen 7
Sistema OperacionalWindows 10 Home
GráficosAMD Radeon Vega 8 Integrada (em alguns modelos) / AMD Radeon 540 Dedicada (em alguns modelos)
MemóriaAté 20GB de memória máxima 2.400 MHz DDR4 (4GB soldados + 16GB em slot DDR4 2.400 MHz)
TelaHD 15.6” (1.366 x 768) com tratamento antirreflexo
CâmeraHD 720p
ArmazenamentoAté HD 1TB (5400 rpm) (em alguns modelos)
Unidade ÓticaNão disponível
ÁudioAlto falantes (2x 2 W) com certificação Dolby Audio
Bateria2 células (30 Wh) / 3 células (52.5 Wh)
ComunicaçãoWireless 1×1 AC, bluetooth 4.1
Portas1x HDMI, 2x USB 3.0, 1x USB Tipo C, Leitor de cartões 4 em 1 (SD, SDHC, SDXC, MMC), Porta audio combo
SegurançaSlot Kensington Lock
CorAzul
Dimensões (L x P x A)358 x 244 x 20,9 mm
Peso1,87 kg

Ainda em tempo:

Para quem não sabe, o IdeaPad 330S também está disponível com a plataforma Intel tanto na versão com tela de 15″ com preços a partir de R$ 3.399 quanto na versão com tela de 14″ com preços a partir de R$ 3.099.

Mas fora o processador e a memória, as características técnicas de todos esses modelos são praticamente as mesmas, incluindo a tela HD (boo!!!).

Clique para ampliar

O curioso é o modelo mais topo de linha de R$ 4.789 com Intel também vêm com 4 GB de RAM + um módulo de 16 GB de memória Optane.

Onde foi que já vimos isso antes?

Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos