ZTOP+ZUMO 10 anos!

iWork 08 – Te cuida, Microsoft Office!

iWork 08 - Cortesia da AppleParece que finalmente está surgindo no Mac uma alternativa a altura do onipresente Microsoft Office 2004. A nova versão do iWork, anunciada hoje por Steve Jobs, traz recursos há muito tempo necessários e o aplicativo que faltava para que pudesse ser considerada uma “suí­te office”, a planilha de cálculo Numbers. É o “AppleWorks” ressurgindo das cinzas, porém muito mais poderoso e fácil de usar.

Pages 08 - Cortesia da AppleVamos começar pelo Pages, o editor de textos da Apple. A versão lançada no ano passado era uma estranha mistura de editor de textos com software de diagramação, e estava mais para Corel Ventura do que para Microsoft Word. A nova versão agora tem dois “modos” de operação: Word Processing, onde se comporta como um editor de textos convencional para criação de cartas, memorandos, relatórios e afins, e Page Layout, para criação de catálogos, jornais, cardápios e outras peças gráficas. O modo Word Processing tem todos os recursos básicos de um editor de textos, alguns avançados (como rastreamento de mudanças) e aquela facilidade de uso caracterí­stica da Apple: é a coisa mais fácil do mundo mudar um texto de uma para três colunas, adicionar uma imagem e fazer o texto correr seguindo seu contorno ou criar um gráfico simples a partir dos dados de uma tabela.

O Keynote, chamado por alguns de “Powerpoint do Mac” (o que é uma baita ofensa) tem novos efeitos de texto e transições, “alfa instantâneo” que permite remover fundo sólido em imagens com um único clique, animação automática de fotos adicionadas í  sua apresentação, animação de objetos (por exemplo, fazer um avião voar de um ponto ao outro do slide com um clique), gravação de narração e novos temas.

Mas sem dúvida, a novidade mais interessante no iWork 08 é a planilha de cálculo Numbers, segundo a Apple “a planilha do jeito Mac”, com recursos como tabelas inteligentes, preview de impressão interativo, vários modelos de documentos personalizáveis e gráficos 3D. O “canvas flexí­vel” permite aquilo que todo o rato de Excel sempre sonhou: distribuir na página tabelas, gráficos e imagens de forma que tudo fique harmonioso, sem perder horas entrando e saindo do modo preview para fazer ajustes minúsculos na largura das colunas para alinhar as coisas. Na parte que realmente importa, o cálculo de números, há mais de 150 funções pré-definidas. E você não precisa decorar a fórmula delas: basta arrastá-las de uma paleta para cima dos dados que deseja calcular.

Numbers 08 - Cortesia da Apple

Dando um chapéu na Microsoft, todos os aplicativos do iWork 08 são capazes de importar documentos (textos, planilhas e apresentações) do Microsoft Office 2007. O detalhe é que o próprio Office de Mac não é capaz de fazer isso, e o conversor gratuito disponibilizado pela Microsoft só faz o serviço pela metade. A Microsoft promete importação decente no Office 2008, mas ele só sai no ano que vem. Até lá, o iWork ganha mercado.

O novo iWork 08 já está disponí­vel nas lojas da Apple pelo mesmo preço do iLife: US$ 79 por uma única cópia, ou US$ 99 por uma licença para cinco Macs. E se você está com água na boca, mas ainda receoso quanto a comprar, que tal experimentar antes? A Apple colocou gratuitamente em seu site um demo do iWork 08, válido por 30 dias. É um arquivo .DMG de 470 MB com todos os aplicativos, templates e tutoriais da versão completa. Se gostar, você pode comprar apenas um número de série online e ativar a cópia de demonstração já instalada. É a Apple aprendendo com a Microsoft, que já faz isso com o Office.

  • name

    É verdade, Te cuida, Microsoft Office! O fim do monopólio está próximo. Só falta agora, pelo menos metade mais um dos usuários de computador no mundo comprarem um Mac. 😛

  • Engraçadinho! 🙂 O título foi escrito levando em consideração o Office para Mac, como menciono logo nas primeiras linhas do texto 😛

    Mas se 50%+1 dos usuários de computador do planeta comprassem um Mac, o iWork iria ser o menor dos problemas com os quais a Microsoft teria de se preocupar.

  • name

    Rigues, não te iludas, o maior motivo pra alguém continuar com o MS Office são os formatos proprietários dos documentos. Enquanto as pessoas, governos, empresas estiverem amarradas a isso nada vai mudar.

    Quanto a Apple, o problema é que ela sempre quer ter estrito controle de tudo. Do parafuso ao processador de texto, do ipod ao software que é possível colocar no iphone. Tudo a um preço condizente. Vai sempre estar restrita a nichos de mercado.

  • “Quanto a Apple, o problema é que ela sempre quer ter estrito controle de tudo. Do parafuso ao processador de texto, do ipod ao software que é possível colocar no iphone. Tudo a um preço condizente.”

    Considerando apenas o assunto em pauta (iWork):

    iWork 08, 1 licença: US$ 79
    iWork 08, 5 licenças: US$ 99
    Office 2004 for Mac Standard, 1 licença: US$ 299

    E quanto aos formatos: como disse no texto, o iWork importa todos os formatos do Office, incluindo o XML do Office 2007 (eu testei). O Office 2004 para Mac não sabe direito o que é isso, nem com o conversor lançado pela própria Microsoft. Mesmo “presas” aos formatos do Office, as pessoas podem migrar. Se vão querer fazer isso depende de o quão boa a Apple vai ser em vender seu novo produto.

    E quanto ao nicho, não tenho ilusões de que a Apple um dia vá dominar o mundo da informática. Mas enquanto ela continuar fazendo hardware bem bolado e integrado a um sistema operacional estável, seguro e fácil de usar, estarei satisfeito. 🙂