ZTOP+ZUMO

Intel anuncia chip Xeon E7 para Data Analytics em tempo real (uia!)

Se você achava que o novo Intel Core i7 Extreme Edition de 10 núcleos era muita coisa, o novo Xeon E7 V4 vem com até 24 núcleos!

Depois da sua discreta saída do segmento de SoC para smartphones, a Intel começa a mostrar para que lado ele está caminhando, sendo que, para mim é a decisão de desistir da idéia tentar ganhar no volume com chips de baixíssimo custo (e lucro) para investir pesado no que poderíamos chamar de produtos de “maior valor agregado”, ou seja, chips x86 de alto desempenho — um segmento de mercado que a empresa não sofre com a concorrência das soluções baseadas em ARM — o que permite o pessoal de Santa Clara ter uma lucratividade melhor (yaay!)

De fato, já ouvi relatos de que se contarmos apenas a matéria prima (entenda-se a pastilha de silício e os elementos químicos depositados sobre ela) o custo de um chip Intel ficaria na casa dos centavos de dólar — o que significa que — se levarmos em termos de fabricação um “chip é um chip” independente do seu uso, a estratégia da Intel não parece ser de toda ruim.

De fato, na semana passada, a Intel anunciou o novo Intel Core i7 69xx/68xx Extreme Edition com opções de 6, 8 e 10 núcleos com HT com velocidades que chegam (oficialmente) até a 3,7 GHz. Já no dia de hoje, a Intel anunciou chips ainda mais poderosos na sua linha Intel Xeon E7 V4

Xeon_E7_wafer

… formado inicialmente por 11 processadores com 4, 8, 10, 14, 16, 18, 20 e 24 núcleos com HT (até 48 threads):

Xeon_E7_v4_specs

Todos eles ainda são baseados na microarquitetura Broadwell, mas podem ser considerados uma grande novidade, já que estão sendo descritos como o primeiro produto da empresa desenvolvido sob medida para aplicações de Data Analytics em tempo real.

Xeon_E7_anuncio

Como assim? — Para quem nunca foi apresentado, Data Analytics é um nome pomposo para uma ciência também conhecida como Análise de dados, ou seja, a técnica de examinar grandes imensas massas de dados (= raw data) cujo o objetivo é de obter uma análise racional e se possível, algumas conclusões relevantes sobre essa informação, ajudando assim a comprovar ou não teorias propostas e daí até a tomar algumas decisões importantes .

No passado esse tipo de trabalho era realizado à partir de grandes bancos de dados cujas informações eram processadas em grandes computadores por ferramentas de análise ou modelos estatísticos o que não deixava de ser, na sua essência, um processamento em lote.

Xeon_E7_data_analytics

Porém, nos dias de hoje, a medida que a chamada computação ubíqua e a IoT se tornam cada vez mais onipresentes nas nossas vidas, a quantidade de informação que pode ser coletada em tempo real é imensa, de modo que existe uma demanda por sistemas de missão crítica com a capacidade de fazer análises de dados em tempo real…

Xeon_E7_applications

… ou mais exatanente, computadores capazes de devorar grandes quantidades de dados — de preferência armazenadas na sua memória RAM — e, principalmente, da maneira mais confiável possível:

E é ai que o novo Xeon E7 v4 entra na história, oferecendo uma plataforma capaz de gerenciar até 24 TB de memória DDR4 3DS LRDIMM, distribuir sua carga de trabalho por até 64 processadores físicos no mesmo servidor (64 x 10 x 2 = 1.280 núcleos lógicos) com garantia de tempo de atividade de 99,999% graças a chamada Intel Run Sure Technology.

Xeon_E7_fetaures

Se comparado com a concorrência, a Intel afirma que sua solução é bem mais veloz nas aplicações de missão crítica..

Xeon_E7_desempenho

… e cita como exemplos, algumas empresas que já testaram esse produto em aplicações reais:

Xeon_E7_desempenho_2

Como dissemos no início desse post, se comparado com os SoCs os Xeon E7 são produtos com preços bem respeitáveis sendo que segundo o site da Intel no Brasil — o modelo mais em conta é o singelo Intel Xeon E7-4809 v4 de 8 núcleos com HT de 2,1 GHZ, 20 MB de cache e preço sugerido de US$ 1.223 e o mais caro, o ignorante Intel Xeon E7-8890 v4 de 24 núcleos de 2,2~3,4 GHz com HT, 60 MB de cache e preço sugerido de US$ 7.174 cada.

Xeon_E7_v4_lineup_completp

Mais informações no site da empresa.

 

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Alexandre Fabian 06/06/2016, 19:08

    Ja pediu pra Intel mandar uma belezinha dessas pra vocês?
    hehehehhe

    • Mario Nagano 06/06/2016, 19:52

      Para ser sincero — se tivéssemos certeza de conseguir fazer um review bacana — não duvide que a Intel não teria o interesse de enviar um pra gente com direito à todos os acompanhamentos e a sobremesa + cafezinho incluso.

      Mas a pergunta que não quer calar é a mesma de sempre: Como é que a gente vai testar essa monstruosidade?

      E os resultados obtidos seriam relevantes para os nossos leitores?

      Para nós seria o mesmo que a HP oferecesse uma T400 Webjet Press pra gente testar.

      Apesar de que esse monstrengo imprime PDFs:

      • Alexandre Fabian 06/06/2016, 20:07

        Preciso de uma dessas impressoras…. hehehehehe.
        Pra imprimir os meus relatórios ~like a Sir~
        Realmente não sei qual seria a metodologia de testes… Nem pra que usaríamos os resultados. ¯_(ツ)_/¯
        Quem sabe esse Xeon sirva pro meu próximo HTPC? hahahaha.
        Mas aposto que ler uma matéria contigo testando seria divertido (^ω^)

  • Wesley S Lauzem 07/06/2016, 12:38

    A apple usa esses processadores não ??
    Então teremos mac Pros super duper potentes ??

    • Mario Nagano 09/06/2016, 08:52

      Sim… mais ou menos. Essa linha anunciada hoje é voltada especificamente para uso em servidores, enquanto que os modelos usados pela Apple e outros fabricantes como a HP e Dell é uma versão para Workstations sendo que alguns vem até com gráficos integrados.