ZTOP+ZUMO

Intel: Atom dual-core para novos tablets (e smartphones) com Android

A Intel anunciou na manhã de hoje em Barcelona seu novo chip Atom dual-core (codinome “Clover Trail+”)  para smartphones e tablets, e confirmou que a Asus será a primeira fabricante a vender um tablet com esse novo processador. Além disso, a turma de Santa Clara vai lançar um chip quad-core para o mercado móvel no final do ano.

Segundo a Intel, os novos chips Atom Z2580, Z2560 e Z2520 virão em velocidades de 2 GHz, 1,6 GHz e 1,2 GHz, respectivamente, e contam com uma aceleradora gráfica (Intel Graphics Media Accelerator) compatível com vídeos em alta definição, incluindo gráficos 3D. Os processadores também comportam duas câmeras por dispositivos (sendo a principal de até 16 megapixels ou até 15 sequenciais de 8 megapixels), detecção de rostos e captura de imagens em modo HDR.

As telas de dispositivos com os novos Atom permitem resoluções de até 1900 x 1200 pixels,e a Intel diz que os sistemas são compatíveis com Android 4.2, tecnologia Intel Wireless Display, HSPA+ (até 42 Mbps) e suporte ao novo padrão de distribuição de conteúdo UltraViolet.

intel-mwc

A Intel diz que os primeiros a anunciar produtos com Atom “Clover Trail+” são Asus, Lenovo e ZTE. A Lenovo já tinha demonstrado um aparelho (K900) durante a CES 2013, em janeiro.  Ainda hoje em Barcelona a Asus fará uma coletiva de imprensa, e a Intel afirma que o produto terá um Atom Z2420 (modelo de processador voltado a mercados emergentes).

Vale lembrar que a Intel ficou fora do mercado de dispositivos móveis desde 2006, quando vendeu sua unidade dedicada para a Marvell em 2006 e agora tenta uma retomada com o processador Atom modificado para tablets e smartphones – em um momento que a Qualcomm se torna maior que a própria Intel por conta do crescimento enorme do mercado móvel. A primeira geração de Atom chegou ao mercado brasileiro no final de 2012 com o Motorola Razr i (ainda com um Atom single-core).

Ainda nos anúncios da Intel, a companhia disse que o Atom Z2760, a ser lançado no final do ano, é um modelo quad-core (codinome “Bay Trail”) e que vai “dobrar a capacidade de desempenho computacional em tablets”. A plataforma será compatível com sistemas operacionais Windows e Android e que “vai permitir novos designs finos até 8 mm e duração de bateria para todo o dia ou semanas em modo de espera”.

Fabricantes como Acer, Asus, Dell, Fujitsu, HP, Lenovo, LG e Samsung devem lançar tablets baseados no chip “Bay Trail”, de acordo com a Intel.

 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin