ZTOP+ZUMO

Intel RealSense: primeiros produtos dão as caras

Intel apresenta os primeiros equipamentos que vêm com sua nova câmera 3D e a promessa de uma nova era na computação pessoal.

Foi no keynote de Dadi Perlmutter no IDF de 2012 que ouvi pela primeira vez a Intel falar de uma nova tecnologia batizada de Perceptual Computing, formada na época por um kit de desenvolvimento de software…

IDF2012_perceptual_SDK_details

… e uma webcam 3D (criada em parceria com a Creative Labs) que, combinadas, traziam a promessa de um novo nível de interação entre o usuário e seu computador, na forma de reconhecimento de voz, gestos, expressões da face etc.

IDF2012_creative_gesture_camera

E como toda nova tecnologia, as primeiras aplicações eram bastante simples e que lembravam muito o Kinetic da Microsoft:

Porém, com o passar do tempo e o esforço da Intel de promover essa tecnologia entre os desenvolvedores por meio de desafios e competições (inclusive no Brasil), o verdadeiro potencial dessa tecnologia realmente começou a ser revelada:

Com o ecossistema de desenvolvimento de aplicações em pleno andamento, restava para a Intel apoiar o lançamento dos primeiros computadores equipados com essa nova tecnologia — conhecida comercialmente como RealSense — prevista para sair junto com os primeiros sistemas baseados nos novos processadores Intel Core ix de quinta geração Haswell, o que deve acontecer durante este ano, junto com uma campanha de divulgação que tem como garoto-propaganda Jim Parsons, o Sheldon Cooper da série “The Big Bang Theory”:

E já que o cachê está pago, de quebra, ele também fala de outras tecnologias:

Entre os notebooks, os modelos já confirmados estão o N551JQ (15″), ROG G771JM (17”) e o X751LD (17″) da Asus, o HP Envy 15t Touch RealSense Laptop (15”), o Dell Inspiron 15 5548 (15”), o Acer Aspire V 17 Nitro (17”) e os ThinkPads Yoga 15 (15”) e E550 (15”). Observe porém que, dependendo do caso e/ou do fabricante, o sistema RealSense pode ser um item de linha ou um recurso opcional (caso dos ThinkPads da Lenovo).

Lenovo_Aquaknox_2015_Yoga_ThinkPad_RealSense

Entre os desktops, ou mais exatamente entre os modelos All-in-one apenas três modelos foram confirmados: o Lenovo B50-30 3D, o Dell Inspiron 23″ 7000 e o genial HP Sprout (que já noticiamos aqui).

sprout by HP_product image angle right

Henrique comenta: na CES 2015, em janeiro, participei de uma demo do RealSense no restaurante da Lenovo (era uma bobagem de fotografar seu rosto e colocar num avatar 3D para um game): a iluminação era fraquinha no local e… não deu certo. 

Entre os tablets, o único modelo anunciado ainda é o notório Dell Venue 8 7000apresentado pela primeira vez por Mike Dell durante o IDF 2104.

DellWorld14_Venue_8_7000_1

E é claro que os japoneses terão seus próprios modelos exclusivos que serão comercializados apenas lá na terrinha do sol nascente, como o Esprimo WH77/S da Fujitsu e os LaVie Note Standard NS850/AAB (15”), LaVie Desk All-in-One DA970/AAB (23”) e o LaVie Hybrid* Advance HA850/AAS (15”) da NEC:

dah_front_01a

E qual a previsão do RealSense chegar por aqui? Segundo a Intel Brasil, ela já trabalha com algumas players locais para implementar essa tecnologia em seus produtos que devem fazer os seus anúncios ainda neste ano.

Ainda em tempo:

Com a chegada desses primeiros computadores e tablets com RealSense pode surgir a dúvida:

Eu posso implementar essa tecnologia no meu atual PC ou notebook?

Na teoria sim, já que faz um bom tempo que a Creative Labs colocou no mercado a versão de consumo da sua Interactive Gesture Camera com o nome Creative Senz3D e que pode ser encontrada na Amazon.com pela bagatela de US$100.

Creative_Senz3D_SL1500_

 

Mas numa conversa recente que tive recentemente com Reinaldo Affonso, diretor de desenvolvimento tecnológico da Intel para América Latina, a tecnologia RealSense foi projetada para tirar o máximo proveito da nova plataforma Haswell, principalmente no que se refere a tarefas de processamento intensivo como sistemas de segurança, reconhecimento de imagens, sons, etc.

Outro bom exemplo é um novo recurso que liga o PC automaticament caso a câmera RealSense perceba a aproximação e reconheça o mesmo como o seu usuário. Para isso é preciso que o PC disponha de um novo modo de hibernação (disponível na plataforma Haswell) que permite que a câmera permaneça ligada e pronta para reagir ao que acontece ao seu redor, consumindo pouquíssima energia.

De fato, Affonso aproveitou a deixa e me mostou a nova câmera de desenvolvimento RealSense da Intel batizada de iVcam…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

… que substitui o modelo da Creative no seu kit de desenvolvimento:

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Se comparado com seu antecessor, a nova câmera nos parece ser bem mais simples e despojada…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

… porém já equipada com uma porta USB 3.0 o que indica uma troca de informações bem mais intensiva.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Outra coisa que notamos é que os sensores de imagem ficam completamente expostos, o que nos passa a impressão de ser realmente um equipamento de engenharia e não um produto de consumo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

De fato, minha impressão é que essa câmera nada mais é do que o mesmo módulo RealSense embutido nas telas dos notebooks e All-in-One, porém montado num corpo de webcam, o que faz todo o sentido sob o ponto de vista do desenvolvedor, que é o público-alvo desse acessório (duh!)

Computacao_perceptual_modulo

Mais informações aqui.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Leandro F. Silveira 11/02/2015, 20:21

    coisinha feia esse iVcan, considerando q ele fica em um lugar de destaque, mas por 100 doletas não pode querer muito… :p

    • Mario Nagano 11/02/2015, 21:00

      100 doletas é o preço da câmera da Creative Labs que na época do seu lançamento custava US$ 199.

      Já a iVcam está mais para um instrumento de laboratório e faz parte do SDK do sistema RealSense, de modo que nem sei se ele é vendido em lojas.

  • dflopes 19/02/2015, 18:49

    Mestre Nagano, alguma aplicação real já consolidada?
    Pensei em arquitetos e engenheiros, que podem fazer esboços já sabendo a medida real de paredes – mas imaginei isso por ser minha área de trabalho.