ZTOP+ZUMO

Intel lança seu primeiro disco SSD com SATA 3.0

A Intel anunciou sua nova geração de discos de estado sólido da série 510, já equipada com com a nova interface SATA 3.0 e com desempenho que promete ser de duas a três vezes maior que seus antecessores.

Isso por que desde a chegada da interface SATA 3.0 (também conhecido como SATA 600) em meados de 2008, ela não empolgou muito nos HDs convencionais devido à limitação da tecnologia de discos magnéticos (que aparentemente estão chegando no seu limite em termos de desempenho), de modo que eles não apresentaram muita vantagem se comparado com as versões com SATA 300.

Assim, as atenções se voltaram para os discos SSDs e a esperança de que a combinação dessa interface como uma nova tecnologia de armazenamento proporcionasse melhores resultados.

Segundo a Intel os novos SSDs da série 150 utilizam chips de memória NAND de 32 nanômentros e são capazes de ler  até 500 MB/s de dados (modo de leitura sequencial) ou gravar até 315 MB/s (modo de gravação sequencial), o que representa respectivamente o dobro e o tripo de desempenho se comparado com a atual geração de SSDs com SATA 300 — e isso pode ser até um pouco mais se dois discos forem montados em RAID. Sua vida útil (MTBF — tempo médio entre falhas) está estimada em 1,2 milhão de horas.

Para demonstrar o que isso representa em termos práticos, a Intel divulgou alguns vídeos comparando o desempenho de seu novo disco com um modelo convencional de 10.000 rpm, nesse caso um WD Velociraptor WD6000HLHX de 600 GB + SATA 600:

Na inicialização do sistema:

No uso em jogos:

Na instalação de um programa:

Note que nesse último exemplo, apesar do SSD ter sido realmente mais veloz que o HD, a diferença não chegou a ser tão grande como no primeiro e segundo caso. Isso porque é sabido que gravar dados numa memória flash demora mais do que simplesmente lê-las.

Interessante notar que o pessoal de Santa Clara — de um certo modo — sincronizou esse anúncio para que ele chegasse um pouco depois da chegada da plataforma Sandy Bridge no mercado e que — como muitos já devem saber (por bem ou por mal) — seu novo chipset série 6 já sai de fábrica com suporte para portas SATA 600, o que torna essa plataforma ainda mais atraente para entusiastas, gamers e profissionais que demandem o processamento de grandes massas de dados, como criadores de mídia, engenheiros, pesquisadores etc.

Os primeiros modelos a chegar no mercado serão a versão de 250 GB e de 120 GB com preço sugerido, respectivamente, de US$ 584 e US$ 284 (ambos são preços sugeridos para lotes de mil peças nos EUA). Também acompanhará o produto um pacote de aplicativos e utilitários para tirar o máximo proveito desses discos.

Ainda em tempo:

Em um anúncio mais recente, a Intel divulgou que o NVMHCI Work Group publicou a versão da tecnologia NVM Express que permitirá a indústria crie um novo tipo de dispositivo SSD que se comunique diretamente como o barramento PCI Express o que pode elevar ainda mais o desempenho desse sistema de armazenamento, principalmente em ambientes multi-core.

Sob um certo ponto de vista, essa tecnologia foi criada para preencher um váculo existente hoje entre o preço/desempenho das memórias DRAM e os discos rígidos criando assim um super-buffer de memória que faria o meio de campo entre os discos magnéticos cujos preços caem, a  capacidade aumenta mas o desempenho não tem subindo no mesmo ritmo.

Uma visão mais detalhada dessa tecnologia pode ser vista aqui. Eu particularmente recomendo esse documento em PDF.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • dflopes 03/03/2011, 10:57

    ainda vale comprar um notebook com HD???

    Digo isso pois o SSD já vem como opção em muitas empresas, e o custo tende a diminuir cada vez mais.

    • mnagano 03/03/2011, 11:51

      Se vc puder bancar um e conseguir viver com apenas 120 ou 250 GB no seu portátil, por que não?

      • dflopes 03/03/2011, 12:33

        tenho um NAS com 1Tb, ou seja, é facil viver com os 250Gb que tenho hoje no notebook.

  • Stribus 05/03/2011, 21:47

    não confio nos testes da intel.
    certa vez fui num evento da intel para a demonstração do novo processador core 2 duo( sei la que ano foi isso). foi usada 2 maquinas para mostrar a diferença entre os processadores, um dual core e um core 2 duo. a platéia tava maravilhada com a incrível diferença de desempenho ate que…
    quando foram demonstrar o desempenho no 3dmark uma pessoa da platéia notou que havia algo errado, as maquinas não eram iguais, a maquina que tava com o core 2 duo tava 2gb de memoria e uma nvidia 9600 enquanto a outra tava com 1 gb e uma 8400.

    o palestrante parou com os testes, inventou uma desculpa e mudou de assunto.