ZTOP+ZUMO

Números enormes: processador Intel Xeon E5-1600/2600 “Grantley”

[Pré-IDF 2014] Baseado no Haswell, o novo chip para servidores e workstations pode vir com até 18 núcleos de processamento, 45 MB de cache e é compatível com memórias DDR4.

Durante o chamado “Day Zero” (eventos e palestras que acontecem antes da abertura do Intel Developer Forum 2014, o pessoal de Santa Clara fez o lançamento oficial do novo processador Intel Xeon E5 1600/2600, codinome “Grantley”.

Xeon_Grantley_evento

O novo produto foi apresentado por Diane Bryant, VP sênior de gerente geral do grupo de Data Center, que declarou que sua nova linha de chips oferece desempenho superior e menor consumo de energia…

Xeon_Grantley_Diane_Bryant

… além de ser a base de uma estratégia mais ampla que propõe uma plataforma única para as aplicações de computação, armazenamento e networking.

Xeon_Grantley_common_architecture

Baseado no Haswell, o novo Xeon E5 “Grantley” é fabricado com o processo de 22 nm, utiliza transistores tri-gate e estará disponivel em diversos modelos/configurações sendo que ele poderá ter até 18 núcleos de processamento (c0res) por soquete e até 45 MB de cache o que aumenta em 50% a oferta de núcleos se comparado com a geração anterior e incorpora algumas novidades como suporte para memórias DDR4, novo set de intruções AVX (Advanced Vector Extensions) 2.0 e melhorias em diversas tecnologias como o Intel Direct I/O, QuickAssist etc.

Xeon_Grantley_novidades

Além disso o novo Xeon aumenta a sua capacidade de abrigar máquinas virtuais (VM) em até 70% a mais que seu antecessor, aumentando assim a sua densidade ao mesmo tempo que reduz os custos operacionais para manter tal serviço.

Com o recente anúncio do novo Intel Core M de 14 nm baseados no núcleo de processamento “Broadwell”, pode parecer estranho que o Grantley ainda ser um chip de 22 nm baseado no Haswell. Numa conversa que tive com Shannon Poulin, VP e gerente geral do grupo de marketing de datacenter da Intel, ele explicou que isso não ocorre por acaso, já que os Xeons passam por um processo de teste e validação bem mais extenso e minucioso já que esses chips são muitas vezes usados em aplicações de missão crítica que não podem falhar de maneira alguma.

Fora isso, a dinâmica do processo de compra no segmento de servidores é completamente diferente do varejo ou seja, nesse mercado os clientes não bem mais exigentes, criterioso e não costumam “comprar por impulso” conclui o executivo.

A nova linha de processadores Intel Xeon processor E5-2600 v3 estará disponível em 26 modelos diferentes com preço sugerido a partir de US$ 213 até US$ 2.702 (preço unitário para lotes de mil peças). Já a versão para workstation (E5-1600) estará disponível em 6 modelos com preço sugerido que começa com US$ 295 e vai até US$ 1.723.

Mais informações aqui.

Disclaimer: Mário Nagano viajou para Califórnia a convite da Intel, mas todas as opiniões e fotos bacanas são nossas.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.