ZTOP+ZUMO

Intel entra no jogo do smartphone barato

Novos aparelhos terão suporte para dois chips, receptor de rádio FM e conexão para Wireless Display.

Durante a coletiva de imprensa da Intel na CES 2013, o pessoal de Santa Clara deixou bastante claro para onde ela vai no chamado mundo Pós-PC.

A primeira parte da apresentação ficou por conta de Mike Bell, vice-presidente do grupo de arquitetura e responsável pelo desenvolvimento de smartphones do grupo de ultramobilidade da Intel.

Sua mensagem é que Intel começa a cumprir a promessa de entregar os primeiros frutos de um esforço global da empresa de tirar proveito da sua tecnologia de ponta com objetivo de oferecer uma plataforma consistente  com toda a sua linha de produtos – de um simples dispositivo de bolso até o maior supercomputador.

No segmento de smartphones, Bell ressalta que em vez de entregar apenas os chips e alguns drivers, a Intel desenvolve produtos completos e até certificados pelas operadoras de modo a reduzir ao máximo a sua chegada ao mercado. Além disso, ela mantém um estreito trabalho com o Google para garantir que o Android rode sem problemas sob sua plataforma x86.

Assim, a novidade é que a Intel anuncia uma nova plataforma de smartphone voltado para o segmento de valor batizado de Lexington, que será vendido somente em mercados emergentes, o que pode incluir o Brasil. Bell diz que esse segmento é o que mais cresce no mundo com estimativa de que as vendas mundiais cheguem a 500 milhões de unidades até 2015.

O Lexington é baseado no processador Intel Atom de 1,2 GHz com tecnologia HT e otimizado para rodar aplicativos Android e navegar na rede de maneira bastante rápida. Ele utiliza uma tela de 3,5 polegadas com resolução HVGA e um modem de desenho próprio XMM6225 padrão HSPA+ aceleradora gráfica Imagination SGX 540 e diversas características da plataforma Medfield do ano passado.

Fora isso, Lexington incorpora novos recursos muito apreciados pelos consumidores de modelos de entrada, em especial suporte para mais de um chip SIM, receptor de FM e tecnologia WiDi, que permite fazer streaming de vídeo em Full HD gravado pelo telefone diretamente para uma TV via conexão sem fio.

Entre as primeiras empresas a desenvolverem produtos baseados nessa nova plataforma estão a Acer, Safaricom e LAVA.

Durante a coletiva foi mostrado um modelo da Acer…

E outro da LAVA XOLO:

Os detalhes sobre seu lançamento devem acontecer no decorrer deste ano.

E com relação ao futuro? Bell disse que o Medfield irá evoluir para uma versão dual core (com HT) batizada de Clover Trail+ e que vai atender ao mercado de smartphones topo de linha. Depois disso será a vez dos modelos de 22 nm, que prometem uma melhor relação entre desempenho e consumo de energia.

Vamos conferir.

 

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.