ZTOP+ZUMO

Intel anuncia Atom Z6xx “Oak Trail” para tablets

Na quarta feira passada (04/maio), muitos apostavam que a Intel iria anunciar seu novo processador Atom de baixo consumo para tablets — codinome  “Oak Trail” — e quebraram a cara. Passada uma semana e sem fazer muito estardalhaço, a empresa apresentou o dito cujo.

Formado pelos modelos Z650 (1,2 GHz) e Z670 (1,5 GHZ), os novos Atom Oak-Trail são produzidos pelo método de 45 nm e incorporam a tecnologia Hyper-Threading, controlador de memória DDR2, TDP de 3 watts e uma nova aceleradora gráfica Intel GMA 600 com suporte para gráficos em 2D/3D, vídeo em HD 1080p com saída HDMI e estados de dormência mais avançados (C4/C4E/C6) para o processador.

Também faz parte desse pacote o chip set Intel SM35 Express, que oferece suporte para diversas interfaces como porta SATA, até quatro USB 2.0, som Intel HD, saída de vídeo HDMI 1.3a + HDPC 1.3 e Secure Digital I/O (SDIO) 2.0 e  eMMC 4.3. Seu TDP é de apenas 0,75 watt.

 

Fora isso, o novo encapsulamento desses componentes (13,8 x 13,8 mm) é 60% menor que a geração anterior (22 x 22 cm) usada em netbooks, permitindo assim o desenvolvimento de produtos menores, mais finos e com menor consumo de energia.

Segundo o pessoal de Santa Clara, essa plataforma é indicada para uso em dispositivos móveis para controle/gerenciamento de sistemas médicos, automação comercial, controle de processos no chão de fábrica etc.

Entretanto, o grande mercado para esse produto serão os tablets de uso geral, o que coloca a Intel em melhores condições para concorrer com a atual rainha da cocada preta nesse mercado, também conhecida como ARM. De fato, a Intel declarou que mais de 35 produtos já baseados no Oak Trail devem chegar ao mercado durante o resto do ano vindo de empresas como Fujitsu,  Limited, Motion Computing, Viliv, Lenovo (imagem embaixo) etc. A Intel também afirma que o Oak Trail terá suporte para rodar com diversos SOs padrão de mercado como o Windows 7, Android e, obviamente, Meego.

Apesar disso, entre esses novos produtos destacamos o Razer Switchblade, um curioso dispositivo de jogo baseado no Atom Z670:

===

===

Ainda em tempo:

A Intel declarou que já está liberando para os desenvolvedores amostras do futuro processador Atom “Cedar Trail” de 32 nm, que conta com uma aceleradora gráfica ainda mais poderosa, com suporte para Blu-Ray 2.0, processador de vídeo dedicado para reprodução de conteúdo em 1.080p com saída de vídeo em HDMI e DisplayPort. Entre os novos recursos, incluem os chamados Intel Wireless Music, Intel Wireless Display, PC Synch e Fast Boot.

A previsão é que os primeiros produtos baseados no Cedar Trail comecem a aparecer no mercado a partir do segundo semestre de 2011.

 

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Ednei P. de Melo 12/05/2011, 12:26

    Mais poderosa? Hum… do tipo… vou poder rodar Tetris 3D sem lags? (rsrsrs) &;-D

  • dflopes 13/05/2011, 17:14

    Depois da GMA500 – que prometia rodar 720p, essa sigla (independente do número) me assusta…

    Ok, eu sei que a GMA até consegue rodar 720p, mas é um parto de elefante conseguir rodar.

    • mnagano 13/05/2011, 18:27

      Bom, com o concorrente fazendo o maior estardalhaço com sua aceleradora integrada pode ser que desta vez o pessoal de Santa Clara se anime a fazer uma implementação mais incrementada.