Intel abre sua loja de aplicativos

I

IDF 2010 — Durante o keynote de Renee James VP do grupo de software e serviços da Intel, ela inaugurou oficialmente a AppUp a lojinha de aplicativos da Intel que sai do estágio Beta para se tornar um serviço de fato.

Voltada inicialmente para usuários de netbooks com Atom rodando Windows XP /7 ou Meego, a idéia do AppUp é de incentivar o desenvolvimento de aplicações reunindo os desenvolvedores em um único local de onde eles podem monetizar seus produtos.

E falando no que interessa (para os desenvolvedores) Renee explicou que o modelo de comercialização é bastante flexível, permitindo determinar o que vai ser comercializado aonde, permitindo até promoções com vendas exclusivas por um canal de vendas (como por exemplo, uma Best Buy ou Barnes and Noble). Ao passar pelo stand da iniciativa no showcase da Intel, ouvimos falar que o desenvolvedor poderia ficar com até 70% da receita.

Durante uma sessão de perguntas e respostas na loja da AppUp, localizada no complexo Metreon, tivemos a oportunidade de perguntar para Renee se o AppUp também seria compatível com outras plataformas da Intel. Ela disse que sim, já que todas rodam x86, mas enfatizou que as aplicações foram otimizadas para rodar nas pequenas telas dos netbooks, de modo que a experiência de uso pode ser um pouco diferente.

Também aproveitei para perguntar se os futuros usuários de smartphones da Nokia com Meego poderiam baixar programas do AppUp. Renee explicou que, como o N9 utiliza um processador ARM, isso por enquanto não seria possível, mas o acordo de desenvolvimento da Intel com a Nokia estabeleceu que eles trabalhariam com as mesmas APIs, de modo que seria necessário apenas recompilar a fonte do programa para que o mesmo rodasse em ambas as plataformas.

Assim os usuários de N9 deverão utilizar o OVI Store para baixar suas aplicações que quem sabe  — no futuro — caso a Nokia adote os chips Intel em seus produtos, nada impedirá que o AppUp também abrigue aplicativos para smartphones.

E sobre a chegada o AppUp para o Brasil/America Latina? Inicialmente o serviço está funcionando nos EUA (cobrança en US$) e Europa (cobrança em EU$). Isso faz com que os usuários brasileiros já possa baixar conteúdo do site americano e pagar em US$ via cartão de crédito internacional, mas o problema nesse caso é a localização, já que todos os programas estarão em inglês. Mas conversando com alguns executivos da Intel Brasil, escutamos que existe a intenção de trazer o AppUp o mais cedo possível para o Brasil oferecendo produtos em português e desenvolvidos até localmente.

Ah sim, a loja conceito do AppUp ficará aberta até hoje (15/set) depois disso só no mundo virtual.

Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos