ZTOP+ZUMO 10 anos!

Dell lança notebook Inspiron 15 5570 com memória Intel Optane

Novo modelo vem equipado com 16 GB de cache de memória Optane para acelerar o disco, mas corta a oferta de memória RAM para apenas 4 GB (hein?)

A Dell anunciou hoje a chegada de uma nova versão do seu notebook Dell Inspiron 15 da série 5000 — o modelo 5570 —  um belo equipamento leve (~2,02 kg) e fino (~1,9 cm de altura fechado) equipado com tela de 15″ com resolução Full HD, processador Intel Core i7 de 8ª geração, placa de vídeo dedicada AMD Radeon 530 de 4 GB de memória de vídeo, 4 GB de memória RAM e 1 TB de disco rígido:

Ele também conta com uma porta USB Tipo-C 3.1, duas USB 3.1, uma USB 2.0, leitor de cartão SD/SDHC /SDXC, porta de rede fast Ethernet 10/100 (uia!), porta de vídeo HDMI 1.4, webcam com resolução HD (1.280 x 720 pixels) e conexão para fone de ouvido e microfone.

Fora isso, ele também conta com a nova tecnologia Dell Cinema, que combinam recursos avançados para priorização da banda de internet para reprodução de vídeos online e som com calibragem Waves MaxxAudioPro:

Porém, a grande novidade é que a versão mais avançada do modelo 5570 vem com um módulo de memória Intel Optane de 16 GB instalado de fábrica:

Para quem nunca foi apresentado, o Optane é o nome comercial da memória 3D XPoint (leia-se Three Dee Cross Point), uma nova tecnologia de memória não volátil criada em 2015 pela Intel em parceria com a Micron, cuja principal característica é de ser mais simples (por não usar transistores), mais barata e com tanta densidade de armazenamento (~10x maior que a DRAM) que alguns expertos chegaram a especular que — um dia — ela poderia até dispensar a memória RAM e o disco SSD (baseado em Flash) dentro de um PC em favor de um único sistema de armazenamento de estado sólido, onde todas as variáveis do sistema, programas e arquivos de dados conviveriam pacificamente lado a lado.

Mas enquanto isso não acontece, o pessoal de Santa Clara já desenvolveu alguns produtos baseados nessa memória, sendo que o primeiro deles o Intel Optane Memory que é — na sua essência — um módulo de memória não volátil usado para acelerar o acesso ao disco rígido (mais detalhes aqui) por meio da tecnologia Intel Rapid Storage (ou simplesmente RST):

Segundo a Dell, o seu novo Inspiron 15 5570 com o acelerador de sistemas Intel Optane Memory é o primeiro notebook do mercado brasileiro equipado com a tecnologia que permite ganhos no desempenho geral na comparação com equipamentos sem o componente.

Isso porque ele oferece uma combinação de elevada taxa de transferência de dados, baixa latência e grande resistência. O recurso acelera o sistema ao combinar recursos de hardware e software que garantem que os dados mais utilizados pelo usuário estejam disponíveis de forma mais rápida. Para isso, a inovação trabalha em conjunto com componentes como disco rígido, a memória RAM e o processador, otimizando o acesso aos dados e trazendo ganhos de velocidade que vão da inicialização do sistema operacional até a abertura e execução de aplicativos e games.

Até aqui ponto positivo para a Dell e a Intel por disponibilizar novas tecnologias para nós consumidores — PORÉM… — nos chamou a atenção o fato desse novo Inspiron 15 5570 com Optane vir com apenas 4 GB de RAM, enquanto que todas as outras versões do 5570 sem Optane vem com 8 GB de RAM que é o atual padrão do mercado:

Isso de um certo modo vai de encontro com uma história que já tínhamos ouvimos no mercado de que o marketing da Intel estava fazendo um lobby em cima dos fabricantes locais para adotarem o Optane com 4 GB de RAM, sob o argumento de que, com o ganho de desempenho obtido com esse novo componente, não seria mais necessário ter muita memória RAM no PC porque o usuário não sentiria a diferença! — Legal né?

De fato, isso é dito com todas as palavras por Raquel Martins Braga, gerente de marketing de produto para consumidor final da Dell Brasil que diz no comunicado à imprensa divulgado hoje:

“a tecnologia Intel Optane permite que o notebook seja equipado com memória RAM de menor capacidade, sem perda no tempo de resposta dos softwares utilizados. Além disso, adiciona o benefício da agilidade similar a de um armazenamento em SSD, ao inicializar o sistema ou no carregamento dos aplicativos mais utilizados”

O problema dessa afirmação é que ela pode passar a impressão de que um disco mais veloz compensaria a falta de memória RAM o que, para nós, não é totalmente verdade.

Isso porque o que o Optane + RST faz é apenas criar uma nova área de armazenamento intermediário de altíssimo desempenho que tira proveito da premissa que, quando o comportamento do usuário é previsível — digamos, eu sempre uso o Excel ou consulto meus e-mails a toda hora no trabalho — é possível fazer com que as informações mais usadas para ativar essas aplicações (que ficam no HD) sejam espelhadas na memória Optane de modo que, caso elas sejam novamente invocadas, seria o Optane que repassaria essas informações para a RAM e dai para a CPU de modo que sistema parece responder quase que instantaneamente, melhorando assim em muito a experiência de uso.

O curioso é que até existe um tópico no próprio FAQ da Dell que toca nesse assunto:

Qual é a diferença entre memória Intel® Optane™ e a DRAM? Ela substitui a DRAM?
A memória Intel® Optane™ é uma tecnologia exclusiva que aproxima memória e armazenamento. Como a RAM, ele fica dentro da hierarquia de memória do PC. Ao colocar dados e programas usados com frequência mais próximos do processador, a memória Intel® Optane™ permite que os sistemas acessem essas informações mais rapidamente e melhorem a capacidade de resposta geral do sistema. A memória Intel® Optane™ não substitui completamente a DRAM. No entanto, essas duas tecnologias de memória se complementam dentro do sistema. O módulo de memória Intel® Optane™ pode ser adicionado à DRAM para aumentar a performance dos sistemas.

Isso também pode ser observado nessa apresentação da própria Intel que mostra que a percepção de ganho de desempenho é sentido principalmente na hora de “iniciar algo”, “carregar algo” ou “abrir algo” etc. De fato, ela não cita exemplos como “recalculo uma planilha X vezes mais rápido” ou “renderizo uma grande imagem Y vezes mais rápido”:

Sob esse ponto de vista, para nós o ideal seria que a Dell oferecesse a configuração com Optane com 8 GB de RAM o que ai seria sim uma situação ganha-ganha:

(*) Note que até o medidor de “benefício” do sistema de e-commerce da Dell avalia que 4 GB de RAM + 16 GB de Optane (= três barras de cinco) não é melhor do que 8 GB de RAM (quatro barras de cinco).

Aliás, como dá pra ver acima, a Dell oferece uma versão desse notebook sem Optane mas com 8 GB de RAM e um HDD com o dobro da capacidade (2 TB) pela bagatela de R$ 4.041 contra R$ 4.410 da nova versão. Se levarmos em consideração que um módulo Optane pode ser encontrado no varejo na faixa de R$ 180~200 o usuário pode até optar pelo sistema de R$ 4.041 instalar o Optane por conta e acabar com um sistema com o dobro de RAM, o dobro de disco e ainda economiza ~150 dinheiros!!! 😀

Mais informações aqui.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.