ZTOP+ZUMO

IDF15: Parcerias, wearables e (ainda mais) apoio aos desenvolvedores!

[IDF 15] CEO da Intel anuncia novos chips, produtos, parcerias e até um reality show (uia!)

Assim como no ano passado, a principal mensagem do keynote de Brian Krzanich CEO durante o Intel Developer Forum 2015 (IDF15) Intel é de reforçar o comprometimento da sua empresa como mercado por meio de novos produtos, ferramentas e softwares que apoiem a tendência — ou mais exatamente uma visão do futuro — que ele chama de “personalização da computação” que não irá se materializar sem a ajuda da comunidade de desenvolvedores que, no fim das coisas, é que irá construir esse futuro no sentido mais exato da palavra.

IDF15_BK_keynote_dev_by_you

Segundo BK, esse conceito de personalização é baseado na idéia de que, apesar dos computadores já fazerem parte de nossas vidas, essa experiência de uso está se tornando cada vez mais personalizada. E baseado nisso, sua empresa elaborou três visões que irão orientar a empresa nas suas estratégias de desenvolvimento de produtos e serviços.

A primeira delas é a Sensificação que seria a capacidade dos computadores serem capazes de ver, ouvir e falar e até tocar de maneira mais eficiente. E a medida que os computadores ganhe esses sentidos, abre-se uma grande janela de oportunidade para que esses sistemas tornem-se cada vez inteligentes e conectados. Finalmente, a medida que esses sistemas tornam-se mais inteligentes e conectados, eles se tornam de uma certa maneira uma extensão de você mesmo por meio dos atuais dispositivos móveis e wearables.

IDF15_BK_keynote_3_assumptions

Tudo isso motiva a Intel a desenvolver todo um ecossistema para tirar proveito dessas oportunidades, permitindo assim a comunidade de desenvolvedores criar as experiências mais personalizada possível.

Dentro do conceito de sensificação, o executivo anunciou uma série de atualizações da tecnologia RealSense, especialmente na área de visão em 3D o que permite por exemplo, que um robô possa percorrer um caminho pré determinado sem esbarrar em objetos fixos como um vaso ou um poste ou até móveis como uma pessoa.

Para ilustrar esse conceito, ele apresentou o Savoike Relay um pequeno “robô mordomo” criado para transportar pequenos objetos em hotéis ou hospitais.

IDF15_BK_keynote_robot_butler

E para ampliar ainda mais tais iniciativas, a Intel anunciou o suporte da tecnologia RealSense para o sistema operacional ROS (Robot OS) e o Open Source Robotics Foundation voltados especificamente a construção de softwares para robôs.

Além disso, ele apresentou publicamente pela primeira vez o protótipo de um smartphone equipado com uma câmera RealSense também voltado essencialmente para visão em 3D.

IDF15_BK_keynote_smartphone1

Esse produto é baseado no projeto Tango do Google cujo objetivo é de criar programas capazes de ter uma percepção de espaço e movimento. Para ilustrar o potencial desse dispositivo, foi apresentado uma demo chamada “Meshing”. O desejo é que o SDK para Android seja liberado para alguns desenvolvedores selecionados até o fim deste ano.

Fora isso, além do Windows e Android, BK anunciou o suporte da sua tecnologia RealSense para outras plataformas e sistemas operacionais como Mac OS X, Linux, Scratch, Unity, XSplit, OBS, Structure SDK, OSVR e até Unreal Engine 4.

IDF15_BK_keynote_realsense_support

Outro anúncio importante foi a apresentação de uma versão atualizada do módulo de processamento Curie voltado especificamente para desenvolvedores permitindo assim a aceleração no desenvolvimento de dispositivos wearable.

IDF15_BK_Curie1

Para demonstrar essa tecnologia, foi apresentado uma bicicleta BMX equipada com diversos sensores de movimento monitorados por um módulo Curie e cujos dados eram transmitidos em tempo real para um PC remoto que roda um programa capaz de identificar a manobra realizada e até se ela foi bem feita ou não!

E é claro que o CEO da empresa que ajudou a desenvolver essa engenhoca tinha que participar dessa demo (e ainda dizem que a vida de alto executivo é moleza né?)

Além do Curie, a Intel anunciou a tecnologia Optane basada no revolucionária memória não volátil 3D XPoint (leia-se “Crosspoint”) combinada com a interface/controladora de memória da Intel.

IDF15_BK_3DXpoint1

Segundo a empresa, os primeiros produtos da linha Optane devem chegar ao mercado a partir de 2016 na forma de discos SSD de alta resistência e desempenho e, depois disso, na forma de módulos DIMM voltados especificamente para a próxima geração de plataforma de servidores (= Xeon “SkyLake” ???).

De fato a primeira demonstração pública de um disco Optane aconteceu neste keynote:

Finalmente, a grande surpresa dessa apresentação — no sentido mais exato da palavra — foi a participação de Mark Burnett  produtor de TV britânico e criador de reality shows como Survivor, The Apprentice, The Voice, Shark tank, etc. que apareceu no palco para anunciar uma parceria da Intel com a United Artists Media Group e Turner Broadcasting para criar uma competição chamada “America’s Greatest Makers” onde um grupo de makers irá inventar algum dispositivo/tecnologia wearable e/ou conectado baseado no módulo Curie. O prêmio será de 1 milhão de dólares.

IDF15_BK_burnett1

As inscrições já estão abertas em www.americasgreatestmakers.com:

IDF15_BK_burnett2

E ai, quem quer ser um “geek” milionário?

 Disclaimer: Mario Nagano viajou para São Francisco a convite da Intel, mas todas as opiniões e as fotos bacanas são dele.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.