ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

IDF 2014: Parcerias, wearables, makers e apoio aos desenvolvedores

[IDF 2014] CEO da Intel apresenta novos produtos e iniciativas para um mundo cada vez mais móvel, “smart” e conectado.

Costuma-se dizer que as grandes empresas são como navios transatlânticos: eles são imensos e, por isso mesmo, um pouco lerdos para fazer manobras bruscas. Mas redefinido o curso, sai da frente porque navio não tem freio.

E a mensagem da Intel neste ano para os participantes do Intel Developer Forum de 2014 é exatamente isso: Um convite para os parceiros e desenvolvedores adotarem as iniciativas da empresa em prol de um mundo cada vez menor, mais conectado e, porque não, também mais divertido?

De fato, até o CEO da empresa Brian Krzanich (ou BK para os íntimos) entrou no clima, iniciando seu keynote usando seu Pocket Avatar

IDF_Krzanich_keynote_avatar3

… e adotando um modelito bem no estilo do Vale do Silício:

IDF_Krzanich_keynote_modelito

Brincadeiras à parte, a mensagem de BK para o mercado é uma espécie de volta as origens, época em que o IDF era um evento essencialmente focado em auxiliar os desenvolvedores a criarem produtos inovadores com a tecnologia da casa, que hoje começa num simples fone de ouvido inteligente, passando por dispositivos móveis, PCs, produtos e serviços na nuvem e até supercomputadores de pesquisa.

IDF_Krzanich_keynote_intro1

Dentre os assuntos mais em voga nos dias de hoje, está o dos chamados dispositivos vestíveis (ou wearables) sendo que no ano passado, Krzanich apresentou um primeiro protótipo que mais parecia uma prova de conceito do que um produto em si…

IDF2013_D1_wearable2

Mas que nesse ano aquilo se transformou realmente num produto batizado de MICA (My Intelligent Communication Accessory). Um produto bem interessante no sentido de que ele não se posiciona como um relógio de pulso inteligente e super-vitaminado e sim como uma jóia/acessório. Ele foi desenvolvido em parceria com a Opening Ceremony,  mostrado pela primeira vez na semana passada em um evento de moda em Nova Iorque e a previsão é que ele até o fim do ano em lojas de luxo como Barneys NY e da própria Open Ceremony.

IDF_Krzanich_keynote_MICA

Seu preço sugerido ainda não foi revelado, mas Diane Bryant, VP sênior de gerente geral do grupo de Data Center já tem o dela…

IDF_Krzanich_keynote_MICA1

… e até Doug Fisher, VP corporativo e gerente geral se software e serviços da Intel tem o dele (para desenvolver software, é claro!)

IDF_Krzanich_keynote_MICA2

Outra linha de produtos que apareceu pela primeira vez foi a linha de mini-placas de exploração e prototipagem Galileo e Edison, sendo que a primeira ganhou uma versão atualizada batizada de Galileo 2

IDF_Krzanich_keynote_Galileo2

… e a segunda um novo padrão de formato, mais adequado para os hobbistas de eletrônica, robótica e fazedores (nota do Henrique: makers é um baita nome babaca) em geral. Ele vem equipado com um processador dual core, memória e barramento de comunicação e deve chegar em breve no mercado pelo preço sugerido de US$ 50:

IDF_Krzanich_keynote_Edison

E como no caso do Galileo a idéia é que esse módulo seja um dispositivo acessível e de arquitetura aberta que permita aos desenvolvedores criarem o que a sua imaginação desejar. Mesmo que seja uma aranha mecânica para se vingar nos valentões da vizinhança:

Outro grande anúncio no segmento de desktop e tablets foi a apresentação oficial do processador Intel Core de Quinta Geração (codinome Broadwell), a versão de 14 nm do Haswell que será chamado comercialmente de “Core m” e que será direcionado inicialmente na construção de tablets e notebooks do tipo 2-em-1 e depois para a linha de desktops:

IDF_Krzanich_keynote_Core_M

E com a chegada do Haswell no mercado, a Intel anunciou pela primeira vez no nome código da sua próxima microarquitetura — Skylake:

IDF_Krzanich_keynote_skylake

— baseado no processo de fabricação de 14 nm e, como sempre, ele vem com a promessa de melhor desempenho e menor consumo de energia. E para comprovar que o produto já está bem avançado, foi apresentado um protótipo desse sistema rodando 3DMark:

IDF_Krzanich_keynote_skylake_demo

E um “software development vehicle” ou mais exatamente um desenho de referência para desenvolvimento de software para a nova plataforma na forma de um notebook 2-1 (com tela rebatível semelhante a Yoga da Lenovo) totalmente funcional:

IDF_Krzanich_keynote_skylake_demo2

A previsão é que os primeiros sistemas baseados nesse chip chegue ao mercado no segundo semestre de 2015.

Outro anúncio bem interessante no segmento de clientes de PC é o esforço da Intel de eliminar todos os cabos que ligam um PC nos dias de hoje. Já existem soluções para redes sem fio, transferência de dados, reprodução de audio/vídeo e até conectar dispositivos como mouse e teclado sendo que a última barreira a ser rompida é da conexão com a tomada de força, sendo que a Intel tem a intenção de criar um padrão de mercado para resolver esse problema.

Para demonstrar como anda essa pesquisa, foi montada no palco uma mesa de trabalho…

IDF_Krzanich_keynote_recarga0

Onde estava uma espécie de base de recarga que transmite energia por meio de indução ressonância magnética:

IDF_Krzanich_keynote_recarga1

Para mostrar que a energia estava sendo transmitida para um ponto da mesa, foi usado uma espécie de placa cheia de LEDs que se acendiam quando ficava sobre o ponto de recarga:

IDF_Krzanich_keynote_recarga2

Assim, qualquer objeto colocado sobre essa área capaz de minar essa energia passa a receber uma corrente elétrica:

IDF_Krzanich_keynote_recarga3

O interessante é que essa tecnologia pode ser adaptada a dispositivos convencionais por meio de acessórios (como por exemplo, uma capa de tablet) sendo que a empresa já possui alguns desenhos de referência que devem chegar ao mercado até o fim de 2015.

IDF_Krzanich_keynote_recarga4

Legal né?

Disclaimer: Mário Nagano viajou para Califórnia a convite da Intel, mas todas as opiniões e fotos bacanas são nossas.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Adriano De Lima

    A feira desse ano rendeu!

  • Mateus Azevedo

    Interessante saber que a Intel não é apenas uma fabricante de processadores.
    Apesar de não ter outros produtos sob a sua marca, ela investe muito em tecnologias de hardware.
    Sobre essa mesa com carregamento via indução, já sonho com isso a anos desde que vi as primeiras notícias dessa tecnologia. Ainda chegará o dia onde não precisaremos nos preocupar com carregadores, apenas largar os gadget por ai 😀