Ideias da Nokia para 2009: celular sem carregador

I

Olhando a lista que o pessoal do Nokia Conversations fez para os assuntos “quentes” de 2009, os primeiros dois itens eram mais que previsíveis (lançamento do N97 e chegada a demais mercados do 5800, ambos com tela sensível ao toque), mas o terceiro me surpreendeu: em nome de embalagens menores, que ocupam menos espaço, a Nokia pode vir a vender celulares sem o carregador de bateria.

A ideia (ah, a reforma ortográfica) não está errada não.

Parte do ponto de vista que a empresa é líder mundial em telefonia e que estamos num ponto hoje (salvo exceções, claro) em que muita gente só troca de celular – e por isso já tem o carregador. Eu mesmo tenho uns três carregadores distintos em casa (um fica no trabalho, por sinal), então não tem muita lógica comprar um celular novo com carregador novo, certo?

Claro que isso é só um conceito a ser explorado em 2009, e não necessariamente deve entrar em prática. Mas que é uma boa ideia é, com certeza.

Entre as outras “tendências” para o ano estão os demais serviços de internet da companhia (OVI, música, e-mail etc) e um “pensamento” um tanto curioso, que eu amplio para as demais fabricantes de celular: já atingimos o ponto em que existe um celular ideal? Eu acredito que estamos próximos disso, mas ainda não.

Nagano comenta: pode até parecer uma ideia (é assim que se escreve agora?) meio estranha, mas acho que faz muito sentido. Mas para isso bem que os fabricantes poderiam facilitar a vida da gente padronizando a voltagem de saída e o formato dos conectores de seus adaptadores de energia, permitindo assim que as pessoas possam usar o mesmo carregador que nem precisa ser do mesmo fabricante ou mesmo feito especificamente para celular. Até onde eu saiba, a Nokia é uma das empresas que fazem um celular novo que pode ser usado com um carregador antigo (com adaptador) e vice-versa. Outros fazem isso por tabela, permitindo que seus aparelhos sejam recarregados via porta USB o que por sinal, pode ser até uma ótima solução, diga-se de passagem.

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos