IBM promove curso de mainframe e COBOL (uia!)

I

cobol_code2

Não, isso não é notícia velha: A IBM Brasil, junto com a Fundação Paula Souza, promove um novo curso de especialização em Mainframe e Cobol, uma linguagem considerada jurássica pelos seus detratores e até ignorada pelos atuais cursos de computação mas que,  por causa disso, provocou uma enorme demanda no mercado por esse tipo de profissional, o que pode ser uma interessante oportunidade de carreira nesses tempos bicudos.

Na época do bug do milênio, diversos programadores Cobol saíram do ostracismo e chegaram a ser pagos por linha de código verificada (entenda-se dar olhada para ver se não ia ter problema) e acho que até ganhavam um pixo extra se fosse necessário modificar algumas delas.

Estudei Cobol na faculdade e não achava lá uma linguagem muito complicada. Chato mesmo era escrever os looongos programas já que ela é muito descritiva sacrificando até a eficiência e otimização do código (spaguetti) em favor de uma linguagem quase natural (para quem fala inglês). Isso é proposital, já que por ser uma linguagem voltada para o mundo dos negócios, seu código fonte pode ser lido e até mesmo compreendido por qualquer auditoria, impedindo assim que algum programador mais criativo possa desviar alguns centavos do sistema de folha de pagamento de todos os funcionários da empresa para sua conta no exterior.

Henrique estudou Cobol em um distante ano de 1994. E lembra da procedure division. E só.

O curso será oferecido gratuitamente para alunos que já tenham diploma técnico em Informática e terá 160 vagas distribuídas entre quatro Escolas Técnicas (Etecs) estaduais nos seguintes municípios: Hortolândia, Mogi Mirim (Etec Pedro Ferreira Alves), Praia Grande e São Paulo (Etec Camargo Aranha).

Das 500 horas do curso, 100 são reservadas para aulas do idioma inglês voltado para negócios. A IBM fará parte dessa iniciativa doando softwares, oferecendo conteúdo técnico e treinando professores.

Os interessados devem correr, já que as inscrições vão até a próxima sexta feira, 6 de fevereiro.

Calendário:

26/1 a 6/2 – Inscrições na secretaria da Etec em que o candidato pretende estudar, de segunda à sexta-feira, nos horários definidos pelas unidades. Taxa de inscrição : R$ 20.

15/2 – Prova às 10 horas (o candidato deve chegar no mínimo meia hora antes do início do exame).

18/2 – Lista de classificação que será divulgada nas unidades.

As matrículas acontecerão nos dias 18 e 19/2 (1ª chamada) e 20/2 (2ª chamada).

Mais informações podem ser obtidas nas próprias Etecs:

  • Etec de Hortolândia – Rua Capitão Lourival Mey, 750 – Jardim Santana. Tel: (19) 3897-3727 / 5935
  • Etec Pedro Ferreira Alves (Mogi Mirim) – Rua Ariovaldo Silveira Franco, 237 – Mirante. Tel: (19) 3862-0888
  • Etec de Praia Grande – Praça 19 de Janeiro, 144 – Boqueirão.Tel: (13) 3591-1303 / 6968
  • Etec Camargo Aranha (São Paulo) – R. Marcial, 25 – Mooca. Tel: (11) 2694-6733

Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos