ZTOP+ZUMO

Compaq volta sob nova direção

Novo Presario CQ-23 chega ao varejo “sob nova direção” com cursos de línguas e material de reforço escolar com preços sugeridos a partir de R$ 1.399.

Já faz alguns meses que ouvimos rumores de que a HP licenciou sua (velha e boa) marca Compaq para uma empresa local que iria em breve lançar novos modelos voltados para o segmento de valor.

Na época, até corremos atrás dessa história, mas depois de levar uma pedalada do pessoal de Palo Alto, esquecemos do assunto até hoje (14), dia em que recebemos um comunicado de imprensa anunciando um novo Presario CQ-23 fabricado pela Flextronics sob supervisão técnica da HP para a Global-Kque passa a ser a responsável pela distribuição, marketing, comercialização e suporte técnico dos produtos Compaq.

Descrito como “um notebook para quem quer estudar“, o CQ-23 é um sistema de linha equipado com um processador Intel Celeron Dual Core N2820 de 2,13~2,39 GHz, 4 GB de SDRAM DDR3, disco rígido de 500 GB, tela LCD de 14″ (1.366 x 768 pixels), duas portas USB 2.0, uma USB 3.0, Wi-Fi, bluetooth, HDMI, porta de rede Ethernet, leitor de cartões e gravador de DVD.

Ele pesa aproximadamente 1,9 kg contando sua bateria cuja autonomia é estimada em aproximadamente 3 horas de uso contínuo. E como é de se esperar, ele vem com o Windows 8.1 pré-instalado e está pronto para receber o futuro Windows 10.

O curioso é que o design do gabinete do CQ-23

Compaq_cq23_lado

… lembra e muito o LNV L40-30 da Lenovo (embaixo), que não deixa de ser um modelo da CCE com outro nome…

Lenovo_LNV_lado

… e isso sem falar no Positivo Stilo XR2990 (só que neste caso, o gabinete é prata):

Positivo_Stylo_XR2990

Daí nosso palpite é que se essas quatro máquinas não forem irmãos de mesmo pai/mãe — pelo menos devem ser primos distantes.

Um dos grandes diferenciais do novo CQ-23 é a inclusão de conteúdo educativo —  o que inclui um curso completo de inglês (formado por mais de 492 páginas de apostilas digitais e 30 vídeo-aulas, com cerca de 40 minutos cada vídeo), curso de espanhol (no mesmo formato) e apostilas com exercícios de Matemática (196 páginas) e Português (364 páginas) — estratégia por sinal, também experimentada pela Lenovo em 2011 com seu desktop H420 que, na época, queria oferecer para o consumidor final recursos para aqueles que buscavam aprimorar seus conhecimentos para conseguir melhores oportunidades, principalmente naqueles anos antes da chegada de grandes eventos como as Copa do Mundo no Brasil e as Olimpíadas no Rio.

Coincidência ou não, esse apelo se renova diante da nossa atual crise econômica. 🙁

De um certo modo, essa iniciativa da HP vai de encontro com aquela apresentação que vimos lá no evento da Asus sobre o mercado de PCs, onde foi dito que a HP havia mudado sua estratégia, abrindo mão de brigar por market share com modelos baratos (=marca Compaq) para investir em produtos mais rentáveis e com maior valor agregado.

Até onde sabemos, esse acordo com a Global-K rolou em setembro do ano passado, sendo que os primeiros produtos chegaram (discretamente) no varejo desde então. E é claro que a imprensa é a última a saber dessas coisas né?

Também vale a pena lembrar que outras fabricantes já adotaram essa mesma estratégia como a Philips, cujos monitores são atualmente produzidos pela Envision, do grupo AOC (e as TVs pela TP-Vision, também da AOC).

De fato, segundo o site da empresa, o CQ-23 pode ser encontrado na loja da HP pelo preço sugerido de R$ 1.299.

Aparentemente, o CQ-23 não é o primeiro produto dessa nova Compaq e sim o Compaq CQ-18 um notebook ultrafino de apenas 1,5 kg equipado com processador Intel Celeron Dual Core 1037U de 1,8 GHz, 2 GB de SDRAM, HD de 500 GB e bateria com autononia estimada de 2 horas de uso contínuo:

 

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Bruno 14/07/2015, 16:53

    Piada de mal gosto uma config dessa por 1.4k

    • Mario Nagano 14/07/2015, 21:04

      Correção: R$ 1.299.

      Também não se esqueça que com o aumento do dólar e da inflamação o note de R$ 1.299 de hj é o note de R$ 899 de ontem.

      Do mesmo modo, o note de R$ 1.299 de ontem é o note de R$ 1.899 de hj. 😉

      • Vagner "Ligeiro" Abreu 15/07/2015, 10:42

        As pessoas pensam que porque produz no Brasil, o preço vai ser mais barato. Em partes isso é verdade, mas ao mesmo tempo se esquece que os componentes principais eletrônicos – incluso tela, processador e chipset – são importados.

        Eu ia fazer um comentário parecido com o do Bruno, mas aí tu falou e caiu a ficha :

  • dflopes 16/07/2015, 02:25

    seriam primos próximos? quase irmãos, criados juntos?
    Seria apenas um note OEM com a etiqueta diferente?

  • Luiz Henrique 20/07/2015, 22:11

    Esse Positivo XR2990 passa a impressão de ter melhor acabamento que os outros 2