ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Hands-on: SanDisk Ultra Dual Drive USB Type-C

Dispositivo permite copiar e fazer backup de arquivos contidos nos novos smartphones e notebooks equipados com a nova porta USB Tipo-C

No fim do ano passado testamos o Sandisk Ultra Dual Drive m3.0, um memory key super versátil capaz de fazer a ponte entre o PC e o smartphone/tablet com Android, além de poder ser usado como memória extra de armazenamento do seu portátil:

Para mim, foi um post memorável porque os primeiros comentários que vi na nossa análise não foram exatamente elogios, mas sim uma pergunta simples e direta:

Pois é… E o duro é que o que Lã e o Diogo disseram era verdade. O Dual Drive poderia até ser um conceito bacana, mas ele já estava correndo o risco de ficar obsoleto com a chegada dos novos smartphones (e até notebooks leves e finos) já equipados com a nova porta USB Tipo-C

… e aí, o que fazer?

A boa notícia é que a Sandisk já oferece para o mercado pelo menos dois pen drives com porta USB-C, um modelo simples batizado de SanDisk Ultra USB com conector Tipo C

… e um modelo dual batizado de Sandisk Ultra Dual Drive USB Type-C

… que recebemos aqui para testes na Zumo-caverna:

Medindo aproximadamente 3,8 x 2,0 x 0,94 cm (LxAxP fechado) e 9,1 gramas de peso, o DualDrive USB-C é ligeiramente maior que os seus antecessores…

… e possui um design simples e funcional na forma de um módulo de plástico com uma sobrecapa de metal escovado. E como é comum nessa linha de produtos ela também possui um local para fixar uma correia ou qualquer outro penduricalho.

E apesar de todo o esforço da empresa em ofercer designs diferenciados o seu princípio de funcionamento é sempre o mesmo, ou seja, quando fora de uso o seu corpo protege ambos os conectores USB que podem ser expostos ao movimentar seu botão deslizante…

… que pode revelar o conector USB-C de um lado…

… ou o conector USB 3.0 do tipo A do outro. Note que tanto o número de série quanto sua capacidade de armazenamento (16 GB, 32 GB, 64 GB, 128 GB 3 256 GB) estão gravados a laser nesta extremidade:

No geral, achamos esse design simples e funcional porém não 100% eficiente, já que apesar dele proteger ambos os conectores dentro do seu corpo quanto fora de uso, ele não protege seus contatos elétricos que sempre ficam à vista, o que significa que eles ficam sempre expostos a entrada de poeira ou umidade, de modo que algum cuidado por parte do usuário de manter esse dispositivo num local limpo e seco ainda é recomendado.

Outro detalhe bem interessante desse Dual Drive é que o seu conector USB-C macho é ligeiramente mais longo (~1 mm) que um modelo de linha (algo por sinal que já tínhamos visto no conector USB Micro do Dual Drive m3.0) …

… que permite conectá-lo em smartphones com capa protetora, uma alteração por sinal feita a partir de feedback de usuários deste produto:

Como este produto é mais voltado para armazenamento do que para desempenho propriamente dito, rodamos apenas um benchmark nele — o CristalDiskMark 3.0.3 — primeiro ligado a sua porta USB 3.0 em um notebook de linha…

… e depois na sua porta USB-C também nesse mesmo notebook equipado com uma porta Thunderbolt.

Interessante notar que o desempenho no lado USB-C foi mais modesto que o do USB 3.0, apesar de que isso pelo menos segue uma certa lógica já que, pelo nosso entendimento, sua porta USB 3.0 será mais usada para transferir dados do PC para o Dual Drive e a ênfase está no desempenho enquanto que “do outro lado” (no sentido mais exato da palavra) sua porta USB-C é mais usada para transferir dados do Dual Drive para o smartphone sendo que a ênfase está na funcionalidade do que desempenho propriamente dito.

De fato como já dissemos antes, o grande apelo desse produto é exatamente servir como um meio para armazenar/transferir dados de um PC para um smartphone ou tablet com Android, além de servir como mídia de backup.

E para isso, a SanDisk disponibiliza o Sandisk Memory Zone 3.0, um app para Android …

sandisk_memory_zone_3-0_main

… que evoluiu de uma ferramenta de Backup para se transformar num poderoso gerenciador de arquivos, capaz de manipular e transferir diversos tipos de dados entre as diversas áreas de armazenamento disponíveis dentro e fora do portátil e até na nuvem, otimizando assim o uso da memória disponível no dispositivo móvel.

sandisk_memory_zone_3-0_features

Entre seus recursos de maior destaque estão a reunião e a organização das imagens na forma de linha do tempo, reprodutor de áudio, vídeo e imagens integrado (no app) assim como a capacidade de comprimir e descomprimir arquivos .zip sem precisar sair do app.

Vale a pena ressaltar que essa App funciona em qualquer dispositivo móvel com Android a partir da versão 4.0.3 (ou superior) e também pode trabalhar com outras mídias que não sejam necessariamente da Sandisk.

Legal, né?

Mais informações aqui.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Quero!

  • Adriano De Lima

    Só falta haver disponibilidade nas lojas, tentei comprar esse gadget umas semanas pra trás e não havia em lugar algum, bem pode ser que agora surjam nos balcões do centro de SP.

  • eu ainda sou do tempo do cabo adaptador pra espetar pen drive na porta microUsb.
    mas meu problema é justamente perder o pen drive, são uns 2 por ano – por isso prefiro a nuvem.

    P.S.: o gestor de arquivos da Asus é excelente, depois que desisti do ES File Explorer (que era bom mas ficou abarrotado de tranqueira)