ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Hands-on: D-Link DIR-506L Pocket Cloud Router

Mais voltado para usuários móveis, o DIR-506L vem equipado uma com bateria recarregável para facilitar  seu uso durante visitas fora do escritório, viagens de trabalho e até mesmo de lazer.

Depois que testamos o mini-roteador DIR-505 da D-Link,  leitores perguntaram se não existia alguma solução semelhante que funcione com bateria em vez de ligado direto na tomada. A resposta é sim e, de fato, a própria D-Link vende um modelo com esse recurso, o DIR-506L, que testamos aqui na Zumo-Caverna.

E assim como a versão com tomada, trata-se de um roteador de bolso compatível com o padrão 802.11 N de 150 Mbps (também compatível com o 802.11 b/g) de 2,4 GHz e que pode funcionar como um roteador para conexão de banda larga fixa/3G/4G, ponto de acesso de rede sem fio e até como repetidor de sinal. Fora isso ele também pode ser usado para compartilhar arquivos de dados/mídia na rede por meio do recurso SharePort.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O pacote em si é formado pelo roteador propriamente dito, documentação impressa, cabo de rede padrão Ethernet e um cabo USB Mini. Note que esse produto não vem com carregador de tomada, já que a idéia é que sua bateria interna seja recarregada usando o cabo includo para conectá-lo numa porta livre do PC como fazemos hoje com os celulares.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O roteador em si mede apenas 10,3 x 2,2 x 8,0 cm (LxAxP) e 125 gramas de peso o que permite transportá-lo facilmente em qualquer bolsa e até algum bolso maior. Seu acabamento é em plástico branco com acabamento brilhante na face superior que, apesar de atraente, risca com muita facilidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Neste lado também ficam os três LEDs de estado que informam (de cima para baixo) o estado da porta USB, o uso da porta de rede Ethernet e o uso da porta de rede Wi-Fi.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Note que existe um quarto LED meio que escondido no nome do produto que, como nos notebooks indica o estado da bateria. Informações mais detalhadas sobre o estado dessas luzes podem ser encontadas aqui.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Na lateral esquerda ficam a porta de rede Fast Ethernet, o botão de liga/desliga e a porta USB mini que, deste caso não serve para trocar dados e sim apenas para energizar o aparelho/recarregar sua bateria. Essa idéia em si é boa, mas acredito que ela poderia ser bem melhor se a empresa adotasse uma porta USB micro (como nos celulares) o que permitiria que o consumidor pudesse usar o mesmo cabo do roteador no seu celular/smartphone ou até mesmo o seu recarregador de tomada.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A base do DIR-506L é dominado por uma grande tampa que…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

… ao ser removido dá acesso ao compartimento da bateria…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

… que também pode ser facilmente removida para termo acesso a outras informações do produto cono número de série, endereço MAC, número de registro do serviço myDlink etc.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Sua bateria de íons de lítio de 3,7 volts x 1.700 mAh é um modelo NP-120 e aparentemente é do mesmo tipo usado em algumas câmeras digitais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Se esse for o caso a boa notícia que no caso dessa bateria pifar, ela poderá ser facilmente substituída por outra vendida por empresas como a Fujifilm (NP-120), Pentax (D-L17 D-LI7), Ricoh (DB-43) ou qualquer terceiro que forneça um modelo compatível com a NP-120.

Dlink_506L_battery_replacement

Uma das grandes sacadas desse design é um pequeno suporte giratório localizado na lateral do gabinete…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

… que permite deixá-lo de pé numa posição bastante estável, mesmo com o cabo de rede conectado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Fora isso, o gabinete de pé facilita o acesso aos botões de WPS, Reset e a porta “SharePort” para a instalação de acessórios opcionais…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

…  como um dispositivo de armazenamento ou um modem 3G com porta USB:

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Para colocá-lo em funcionamento é preciso antes fazer uma carga inicial na sua bateria interna que, segundo a fabricante, pode levar até 4 horas. Para isso, com o roteador desligado é preciso ligá-lo num PC via cabo USB e note que o LED do indicador da bateria acende na cor vermelha, passando para o verde quando a carga for completada. E como nos celulares, na teoria nada impede que o DIR-506L funcione ligado direto na USB.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Para fazer a configuração inicial, é preciso acessar o roteador o que pode ser feito com o auxílio de uma interface HTML no endereço IP 192.168.0.1 ou http://dlinkrouter.local. Para voltar às configurações originais de fábrica, basta inserir a ponta de um clipe de papel no furo do botão de RESET e mantê-lo pressionado por aproximadamente 10 segundos.

Dlink_506L_back_reset

Essa conexão pode ser feita via cabo de rede ou Wi-Fi. Por default o SSID desse produto é dlink_DIR-506L e a senha 0266000123.

Se tudo funcionar de acordo com o esperado, o sistema apresenta a tela do assistente de configuração inicial…

Dlink_D506L_SETUP1

… onde o consumidor precisa selecionar um dos diversos modos de configuração do produto e — a partir daí — informar os diversos parâmetros de configuração.

Dlink_D506L_SETUP2a

Outra opção é o uso de aplicativos móveis como o QRS Mobile, um utilitário da D-Link (disponível para Android e iOS) que permite reconfigurar o dispositivo como roteador (Router) ou ponto de acesso (Access Point). Trata-se de um recurso bem interessante já que, ao contrário do DIR-505, esse modelo não possui chave de seleção de modo, um recurso bastante útil nesse tipo de produto.

Dlink_506L_QRS_Mobile1

Apesar disso, o DIR-506L incorpora uma interface de configuração bastante completa e cheia de recursos. Mas como sempre, observamos que para tirar o máximo proveito dos recursos mais avançados do DIR-506L é importante que o usuário tenha algum conhecimento básico de redes e esteja a par dos termos exóticos usados nessa área como DHCP, MAC Filtering, WPA, DMZ, PPOE, PPTP.

Dlink_506L_setup_screen

Mais informações sobre configuração de parâmetros/documentação técnica estão aqui.

Outro recurso interessante é a capacidade de compartilhar arquivos (contido em um dispositivo de armazenamento com porta USB) com dispositivos móveis. Mas para isso é necessário baixar o aplicativo D-Link SharePort Mobile disponível para os sistemas operacionais Android e iOS:

Dlink_DIR505_sharepoint

 

No geral tivemos uma boa impressão desse produto principalmente no que se refere ao seu recurso de bateria interna já que, como pudemos conferir, ela pode ser facilmente removida e seu formato não parece ser proprietário de modo que temos a possibilidade de substituí-la por um modelo de outro fabricante. Isso para mim é uma tremenda vantagem sobre outros gadgets cuja bateria interna que só pode ser trocada pela assistência técnica autorizada — e isso primeiro: se ela existir, segundo: se ela tiver uma peça de reposição e terceiro: se o custo do conserto valer a pena.

Em um dos nossos testes configuramos o DIR-506L com carga completa como um ponto de acesso e conectamos ele a um PC que ficou reproduzindo sem parar um arquivo de vídeo localizado em um dos nossos servidores. Neste modo a bateria aguentou por aproximadamente 7h34m46s o que é um tempo bastante respeitável apesar de acreditarmos que esse período pode esticar um pouco mais se o seu uso não for contínuo e não tão intenso.

Alguns podem questionar que o desempenho sua interface sem fio 802.11n de 150 Mbps não é tão veloz se comparado com outras soluções mainstream do mercado que podem chegar hoje a 600 Mbps. Mas, neste caso específico, precisamos levar em consideração que o perfil de uso desse produto não é de atender um grande número de usuários numa casa, loja ou mesmo um escritório e sim aquela pessoa que, numa viagem de negócios ou até mesmo de lazer, gostaria de ter acesso a uma rede sem fio para usar seu tablet/smartphone no quarto de hotel onde muitas vezes a única conexão disponível é via rede cabeada. E como nesse cenário estamos falando em curtas distâncias, o sinal do rádio também não precisa ser lá muito potente.

Curiosamente também existe o caso oposto: hotéis que só oferecem sinal de Wi-Fi e — como não é raro acontecer — ele chega muito fraco no seu quarto (ou mais exatamente na sua cama/poltrona/escrivaninha). Neste caso, é possível usar o DIR-506L como uma estação repetidora, colocando o aparelho num canto do quarto onde o sinal é mais forte — digamos encostado na porta — e o mesmo se encarrega de espalhar suas ondas de rádio pelo cômodo.

Finalmente, a possibilidade o DIR-506L para compartilhar um sinal de um dongle 3G/4G pode ser uma solução atraente para aqueles desejam ter acesso a grande rede em locais realmente remotos ou mesmo em transito (como dentro de um carro em movimento ou na bolsa do usuário) — é tudo uma questão de experimentar e ver se funciona.

O preço sugerido do DIR-506L é de R$ 260 e os canais de distribuição/varejo podem ser consultados aqui.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.