Hands-on: Roteador Comtac 3G/Wireless N

H

Roteadores Wi-Fi com entrada para modems 3G estão cada vez mais populares. O modelo da Comtac (com o grandioso nome “Roteador 4 Portas Sem Fio – N Internet Móvel 3G HSDPA/HSUPA”) quebra um bom galho quando falta uma conexão rápida por cabo.

O Comtac funciona, claro, como um roteador convencional ligado a um modem/cable modem. Mas nem pensei nisso ao mexer nele. Peguei meu modem USB 3G (Huawei E156B) e espetei nele para ver como se comportava. E manda bem, olha só.

Todo o processo de configuração é feito pela web, e um assistente resolve isso rapidinho. Veja que existe a opção “sempre conectado”:

O roteador vem quase pronto para as APNs das principais operadoras móveis brasileiras (ficam faltando “nome de usuário” e “senha”, que costumam ser o próprio nome da operadora):

O hardware do Comtac segue o padrão dos roteadores wireless domésticos: quatro portas Ethernet, uma WAN, botão de reset, porta USB (sem precisar de cabo adaptador, como o modelo da Edimax) e entrada de energia, além de duas antenas:

Em funcionamento, fica assim (note a luzinha verde de conexão fraca do modem…):

Um recurso curioso é que o Comtac permite usar endereços DNS alternativos a partir de uma configuração avançada (alguém aí já usou algum desses serviços?):

Outro recurso interessantíssimo no hardware é o primeiro botão da imagem abaixo:

Se você contar apenas com uma conexão 3G, esse botão atua como liga/desliga do modem. Parou de trabalhar? Só apertar e desligar. Quer voltar? Pressione novamente. Vale lembrar que o roteador da Comtac funciona em 802.11n apenas em modo misto (junto com conexão b/g), o que não é necessariamente um problema:

Pelo preço sugerido de R$ 368, o roteador 3G/Wi-Fi da Comtac é, como o modelo da Edimax, um aparelho que funciona de maneira convencional (cabo + wi-fi) e que tem um backup para conexão (o 3G). Eu, particularmente, não acredito que estamos no ponto em que modems 3G substituem uma conexão a cabo/ADSL convencionais, muito mais baratas, confiáveis e rápidas. Mas, na hora do aperto – e da necessidade de compartilhar o ponto de rede -, roteadores como o da Comtac quebram um bom galho.

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos