ZTOP+ZUMO

Hands-on: Objetiva Wanderlust Pinwide para câmeras Micro Four Thirds

Na onda das lentes de brinquedo como a Lensbaby 3G ou as Pentax TOY Lens, a Pinwide é um acessório capaz de produzir resultados bastante interessantes.

Já falamos neste ZTOP sobre a Wanderlust Pinwide, uma curiosa objetiva do tipo Pinhole para câmera digital. E como estava nos Estados Unidos na semana passada para cobrir o IDF 2011, aproveitei a oportunidade para comprar uma na Amazon.com para avaliação e testes sendo, de longe, a lente Micro Four Thirds mais barata do mercado.

O produto vem embalado numa lata identificada com uma etiqueta adesiva — simples e simpática — desenhada e produzida nos EUA.

Dentro dela vemos a lente bem protegida por uma folha de plástico macio e um pequeno manual de instruções.

Como era de se esperar de uma lente de US$ 40 (+ postagem), a Wanderlust é moldada em uma única peça de policarbonato (nome pomposo para plástico injetado) de ótima qualidade e acabamento, sem falhas ou rebarbas de qualquer tipo. Note a abertura na forma de funil: dependendo da posição da câmera, ela funciona como um parassol, impedindo que a luz do sol incida diretamente na abertura

Na parte de trás podemos ver o engate da lente compatível com o padrão Micro Four-Thirds (adotado pela Panasonic e Olympus)

No centro dela podemos ver o minúsculo furo de altíssima precisão (por onde a luz entra na câmera) feita numa fina folha de papel alumínio que fica no lugar com algum tipo de adesivo. O manual alerta que o usuário nunca deve tocar nesse furo sob risco de danificá-lo. A remoção de impurezas deve ser feita apenas com um pincel macio ou com uma bombinha/soprador de ar.

Para realizar os testes, montei a lente em uma câmera Lumix GF1. O engate da lente com o corpo é bastante preciso e, após travada na posição, ela fica firme no seu lugar sem folgas de qualquer tipo.

Interessante notar que essa DSLM possui um ajuste específico (FOTO SEM LENTE) que permite o uso de lentes fora do padrão. Esse por sinal é um recurso muito apreciado pelos entusiastas que usam lentes antigas na GF1 por meio de adaptadores.

Feito isso, a câmera está pronta para uso:

Segundo a fabricante, a Pinwide tem uma distância focal de 11 mm, o que equivale a uma grande angular de 22 mm em sistemas 35 mm, com um ângulo de visão de aproximadamente 80°. Isso faz com que ela seja mais indicada para fotos de paisagens, retratos e de grupos, mas nada impeça que o usuário faça suas experiências com cenas de ação.

Sua abertura é de aproximadamente f/96 ~ f 128 (dependendo de como saiu o furo) o que garante que qualquer elemento da cena esteja em foco. Em contrapartida, o tempo necessário para fazer uma boa exposição pode ser relativamente longa. Como referência, a empresa recomenda a exposição de 1 segundo com ISO 100 para uma cena externa sob sol forte mas esse tempo pode variar de acordo com o ajuste de ISO. Fora isso não há muito o que mexer nessa lente, basta enquadrar o tema e bater a foto.

Nos testes realizados com a câmera montada em tripé por conta das longas exposições, os resultados ficaram dentro do que esperávamos: imagens meio etéreas com o tema bem iluminado ao centro, cercado por um anel de penumbra.

Notamos que o foco é bastante suave devido ao efeito de difração da luz, além de curiosas distorções de cores nas zonas de penumbra, bem com jeitão de foto antiga.

De fato, essa impressão fica ainda mais evidente se trabalhamos com a imagem em preto em branco.

Observamos que todos esses “defeitos especiais” fazem parte do charme dessa técnica de modo que esse clima de experimentação e imprevisibilidade é o que faz essa lente tão interessante e divertida.

Se você é um daqueles que curtem experimentos e/ou fotografar de um modo mais pessoal e artístico, a Wanderlust Pinwide é uma alternativa a ser considerada.

 

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Adriano Lima 22/09/2011, 09:27

    Perdoe a minha ignorância, mas preciso perguntar, é possível filmar usando uma câmera com essa "lente"?
    Esse efeito de "penumbra imprevisível" ficaria muito interessante numa cena em movimento.

    • mnagano 22/09/2011, 10:34

      Ainda não fiz esse teste mas na teoria, como essa é lente é pouco luminosa seria necessário uma maior exposição da imagem. Talvez saia alguma coisa se aumentarmos a sensibilidade do sensor para ISO 800~1.600.

      Quando tiver tempo eu faço alguns testes e atualizo o post.

  • dflopes 26/09/2011, 10:13

    desculpe a ignorancia,

    mas ela fica desfocada mesmo? Ou eu preciso trocar meus oculos?

    • henriquem 26/09/2011, 10:53

      fica sim… seus óculos, por enquanto, estão OK!

    • mnagano 26/09/2011, 11:03

      Sim, e é pra isso que servem as lentes nas objetiva: corrigir todos esses defeitos de refração e distorções da luz.