Hands-on: LG Optimus Black

H

Depois de lançar smartphones com Android voltados ao mercado de entrada, como o Optimus One e Optimus Me, a LG decidiu entrar de cabeça no mercado high-end com o Optimus Black.

A boa notícia? Os coreanos acertaram em cheio no design e, finalmente, desenvolveram um bom hardware para acompanhar. Ainda não é o supertop de linha dos Androids da LG – posto que fica com o Optimus 2X (que chega “logo” ao mercado brasileiro) -, mas mostra um grande avanço da fabricante nesse mercado.

As configurações incluem processador de 1 GHz, câmera de 5 megapixels com vídeos em 720p e uma tela de 4″ “Nova” mais brilhante/econômica (com visibilidade boa sob a luz do sol), além de três capinhas coloridas (preto, rosa e branco).

O Optimus Black, com Android 2.2 (atualizável em breve para 2.3) chega este mês às lojas para disputar espaço com Samsung Galaxy S II, Sony Ericsson Xperia Arc e Motorola Atrix. O preço sugerido é de R$ 1.499.

Primeiro, a interface: a LG, como já fez nos demais Androids, deixou o aparelho com uma cara diferente.

O menu de apps é organizado por classe de aplicativo:

E tem até um Twitter próprio da LG para Android (uia):

Detalhe para a indicação em azul nos botões do aparelho.

E a edição de widgets/pastas/atalhos/papel de parede na tela principal também é customizada:

Detalhes do aparelho: a porta miniUSB para dados/recarregar a bateria

O Black visto por trás, com câmera de 5 megapixels/videos em 720p e o detalhe “with Google”:

E o botão de volume/”botão G” (que, ao ser pressionado, ativa o sensor de movimento e permite interagir com o aparelho movendo para a direita/esquerda – nas telas principais – ou dar zoom/pinch em fotos, por exemplo) no lado esquerdo:

Lado a lado com o iPhone 3GS:

Lado a lado com o Samsung Galaxy S:

E um pequeno lembrete que o aparelho é estupidamente fino.

Desempenho rápido em benchmarks, em um modelo ainda que não era o final:

Quadrant 1.271 pontos, em segundo lugar na lista, apenas atrás do Nexus One (2.2+) e à frente do Motorola Droid X, HTC Evo (ambos com 2.2+), Droid X e Galaxy S.

Nenamark: 25,7 fps

 

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP+ZUMO em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos