Hands-on: Asus Zenbook UX21

H

A Asus lança no final de novembro no Brasil sua linha Zenbook, com dois modelos ultrafinos. Serão os primeiros Ultrabooks a chegar por aqui, ainda importados e com um preço bastante alto, com configuração também topo de linha.

>>>AMD Vision Challenge + ZTOP: vote e ajude a Cruz Vermelha

Já vimos uma prévia do Zenbook em agosto, quando a Asus nos mostrou um protótipo do produto, que deveria ter chegado às lojas ainda este mês (ah, previsões…). Agora, a máquina passou por pequenas mudanças estéticas e ganhou novos recursos. A máquina que vimos hoje foi o Zenbook UX21.

No Brasil, serão vendidas uma configuração do Zenbook UX21 com tela de 11,6 polegadas, 128 GB de armazenamento (SSD) e processador Intel Core i5 e uma do irmão maior (Zenbook UX31), com tela de 13,3″, 256 GB de armazenamento (SSD) e processador Intel Core i7 (preço láaaa no final, pra não chocar, tá?)

Comparações com o MacBook Air são inevitáveis, e ver um Zenbook de perto deixa mesmo a impressão de que a Apple desenvolveu um projeto de máquina ultrafina em parceria com a Intel e que conseguiu exclusividade por certo período de tempo – por isso a demora de mais de um ano para esse tipo de design e engenharia chegar ao mundo dos PCs.

O Zenbook vem em uma capa de couro/tecido bem discreta.E o UX21 tem apenas 3 milímetros de espessura na frente e 9 mm na parte traseira. É bastante fino.

Com a máquina aberta e funcionando (em um teste rápido, foram 20 segundos para boot do Windows com o notebook desligado e cerca de 3 segundos para retornar do modo de hibernação), a Asus inseriu diversos widgets para controle de consumo de bateria – a duração estimada pela fabricante é de 5 horas. Vale lembrar que a interface de disco é SATA 3 que, somado ao SSD, deixa a máquina bastante rápida mesmo.

O acabamento externo, todo em alumínio, não impede marcas de dedos ou suor. E é o mesmo design usado no vindouro tablet Transformer 2.

Do lado esquerdo da máquina, a porta miniVGA (pensei ser uma mini DisplayPort, mas não é), uma USB 2.0 e a saída para fones de ouvido padrão 3,5 mm.

A parte mais fina do Zenbook.

E, do outro lado, indicador de uso do SSD, uma saída microHDMI e a porta USB 3.0, devidamente sinalizada pela cor azul. Mesmo com a máquina desligada, dá para recarregar a bateria de gadgets (smartphones, por exemplo) por essa porta. Um aplicativo interno controla e limita a quantidade de energia a ser utilizada.

Na extremidade, o conector da fonte de energia. Nada de drive óptico, nada de leitor de cartões de memória (só na versão de tela maior, diz a Asus). Note o pequeno recuo na parte inferior: é um dos alto-falantes.

Na parte inferior, nada de tampa de bateria – apenas diversos parafusos de fixação. Como nos MacBooks, a bateria é interna e não removível. E da versão inicial que vi em agosto, deu a impressão que Asus deixou as extremidades um pouquinho mais arredondadas (e menos afiadas).


O detalhe de um dos alto-falantes: agora, a tecnologia de som do Zenbook é Bang & Olufsen, como já ocorre em outros notebooks da Asus.

Os selos da Intel e da Microsoft (ao contrário da máquina que será vendida por aqui, essa estava com um Core i7). E é o primeiro notebook com Windows que vejo com um touchpad completo clicável coberto por vidro – mais uma inovação que veio dos MacBooks.

Acima da tela (resolução de 1.366 x 768), uma webcam básica (0,3 megapixel) e uma pequena aba para ajudar a abrir a tela do portátil.

O detalhe interno “UX 21 Series Ultra Slim” escrito com fonte manual continua na parte interna do UX21. E o teclado estilo “chiclet” é bem confortável.

Finalmente, alguns detalhes do software. Primeiro, uma visão geral do desempenho do Windows 7.

Uma montagem com os widgets de consumo de bateria – achei bem interessante a ideia de dizer a estimativa de acordo com o uso. E o Instant On, que pode ser ligado ou desligado por ali também para a reinicialização rápida em modo de espera.

Essa máquina também veio com ferramentas da própria Asus – já vimos algo similar nos tablets da fabricante.

As primeiras máquinas da família Zenbook da Asus têm previsão de chegar ao varejo brasileiro no final de novembro – ainda aguardamos Acer e Lenovo se manifestar sobre seus modelos de ultrabooks no Brasil.

O preço sugerido estimado (e que pode mudar até lá) é de R$ 3.999 para o modelo UX21 (repetindo: tela de 11,6″, 128 GB de SSD, Intel Core i5) e de R$ 5.999 para o UX31 (tela de 13,3″, 256 GB de SSD, Intel Core i7). Vale lembrar que, nos EUA, a máquina mais barata da linha Zenbook sai em média por US$ 999 (custo Brasil, custo Brasil…)

Mais infos sobre as especificações do produto no site oficial (e ainda hoje eu atualizo este post com um vídeo do boot do UX21). E, quando a Asus liberar, publicamos um review completo por aqui (oi, Nagano!)

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP+ZUMO em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos