Hands-on Apple iOS 5: vida nova ao iPhone 3GS

H

A Apple lança amanhã (12) a versão 5 do sistema operacional iOS, usado no iPhone, iPod touch e iPad. Consegui baixar uma versão prévia da final do sistema (“Gold Master”) e instalei em um iPhone 3GS, junto com a versão beta do iTunes 10.5b. Com um upgrade de software, é um novo aparelho, em resumo.

Além do update do iOS 5, a Apple também vai liberar novas versões de software (como iTunes e atualização do Mac OS X Lion) para maior integração do novo serviço iCloud e outros recursos entre sistemas. A atualização gratuita para iOS 5 funciona em iPhone 4S, iPhone 4, iPhone 3GS, iPad 2, iPad e iPod touch (terceira e quarta gerações).

Após a instalação do sistema via iTunes 10, que formatou o iPhone, a configuração segue no próprio telefone: definindo padrões de localização e de rede sem fio (sim, minha rede se chama Zumbilândia). 

A conta (“ID”) integrada para acessar os serviços da Apple, como iCloud e App Store, entre outros.

A clássica tela de termos e condições, agora com diversas novas cláusulas separadas, incluindo iCloud, e a configuração propriamente dita do iCloud.

Fato é que, por ter uma conta norte-americana na Apple, já usava poucos recursos ainda em beta do serviço iCloud (detalhados neste post aqui). Agora, o cenário aumenta, sincronizando contatos, favoritos e fazendo backups do aparelho via Wi-Fi. É um modo inteligente de dizer “olha, sincronia automática”, como já acontece com os serviços Google nos Androids.

Para mim, uma novidade é o recurso Buscar iPhone, que até onde sei só existia para iPhone 4/iPad 2.

Poucos minutos depois, o iPhone está pronto para uso. Note o símbolo na imagem à direita na barra do topo: é a sincronização em ação, já baixando alguns aplicativos recentes.

As configurações do iCloud estão também nos ajustes do sistema. Ali você define o que quer sincronizar, incluindo o novo compartilhamento de fotos entre aparelhos (algo que não consegui testar ainda, por conta do iPad estar com o iOS 4). Nada de configurações de privacidade, como ocorre com o compartilhamento de fotos via Google+ nos Androids (oops!)

Mas o iCloud não é a única novidade. O Twitter está integrado por completo ao sistema operacional do telefone e você pode “tuitar” fotos, por exemplo, direto da galeria de imagens. Após enviar uma mensagem no Twitter, um som de passarinho toca automaticamente. Simpático, pelo menos.

Outra novidade muito bem-vinda é a sincronização de dados com o iTunes do computador pela rede Wi-Fi. Isso torna o cabo USB necessário apenas para carregar a bateria do smartphone/tablet.

Finalmente as notificações chegaram e foram aprimoradas para além do “balãozinho” que aparecia na tela de espera pré-iOS 5. Calendário, e-mail, previsão do tempo automática por localização (yay!) e com deslize automático para a direita e esquerda (caso tenha configurado outras cidades) e até mesmo novos apps baixados em outros aparelhos surgem nas notificações. Sim, o Android tem notificações melhores desde sempre, e finalmente a Apple acordou para essa realidade.

O que mais? O navegador Safari traz um novo modo de leitura com formatação automática (a imagem abaixo mostra uma notícia do Terra, por exemplo). Não funciona com todos as páginas ainda, mas é uma ótima alternativa aos sites com formatação para dispositivos móveis. Ao lado, a Banca (“Newsstand”), que promete ser uma central de jornais e revistas via App Store.

O aplicativo Mensagens agora tem função dupla: mandar mensagens de texto (SMS) e pelo serviço iMessage (a conferir quando mais gente tiver com o iOS 5 instalado e funcionando) – note a opção “Assunto” na linha acima do campo de mensagens (isso confunde um pouco na hora de mandar SMS, viva o copiar-e-colar).

A nova lista de tarefas (“Lembretes”) é uma… lista de tarefas (que faz bem mais sentido quando o iPhone 4S chegar com o Siri). E a câmera agora tem um botão disparador: o controle de volume na lateral do aparelho (algo também muito bem-vindo, já que fotografar com o dedo na tela não é nada prático – e ajuda ainda a tirar “autofotos” de maneira mais fácil).

Em poucos dias com o iOS 5 (instalei na última quarta-feira à noite), não tenho vontade de voltar para a versão anterior – principalmente pelas notificações e pelo botão da câmera.

A atualização para o iOS 5 é sólida e deu nova vida ao iPhone 3GS – um ótimo motivo para continuar a usar esse aparelho enquanto o 4S não chega. O iOS 5 vale também como uma ótima porta de entrada para novatos-poupadores no mundo Apple que pensam comprar um 3GS mais barato após o lançamento do iPhone 4S.

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos