ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Google Nexus 4: o capítulo da novela chega ao fim

Google e LG anunciaram hoje o preço do smartphone Nexus 4: o valor sugerido é R$ 1.699, abaixo da linha comum aos aparelhos topo de linha (na média de R$ 1.999), mas que mostra sinais de que existe uma diferença clara entre a estratégia do Google para o Estados Unidos e para o resto do mundo.

Em janeiro, a LG já tinha prometido a chegada do smartphone às lojas, mas o grande lançamento da LG para o semestre em aparelhos topo de linha é o Optimus G, com configurações parecidas (e preço maior), e no começo do mês a fabricante coreana informou que as negociações estavam em andamento.

O Nexus 4, nos Estados Unidos, é vendido com ajuda de custo do Google, por um valor sugerido inicial de US$ 299 desbloqueado.

A ideia do Google é vender um aparelho direto ao consumidor sem nenhum bloqueio de operadora ou software adicional, oferecendo uma experiência “pura” do sistema operacional Android – o que o torna ideal para quem não quer esperar por atualizações e customizações dos demais fabricantes e operadoras.

Mesmo com impostos comuns à reclamação do brasileiro médio relativos à importação e venda do produto por aqui, sem subsídios e com uma margem mínima de lucro (ou zero, o que é mais provável) para a LG, o Nexus 4 chega por R$ 1.699.

Quem ganha algum dinheiro com isso? O varejista, já que o Google não deve vender o aparelho direto ao consumidor. A margem média de lucro de uma cadeia varejista por produto fica em torno de 30%, e duvido que o Google (e a LG) tenham pedido às grandes redes para reduzir essa porcentagem sem levar uma porta na cara. Operadoras vão vender o Nexus 4 também (espero que não insiram nenhum crapware no aparelho “puro”).

As configurações do Nexus 4 são excepcionais: tela IPS com resolução HD (1280 x 768) de 4,7 polegadas, processador Qualcomm Snapdragon S4 Pro (1,5 GHz quad-core), 8 GB de armazenamento interno, 2 GB de RAM, câmera de 8 megapixels, NFC e conectividade Wi-Fi (b/g/n) e 3G/HSPA+. O acabamento externo do Nexus 4 é feito em vidro, incluindo a parte traseira.

Vale relembrar os principais capítulos da novela Nexus no Brasil.

No passado, a Samsung chegou a lançar o Galaxy Nexus com o bizarro nome Galaxy X por conta da marca Nexus no mercado brasileiro (questão já resolvida, por sinal). E o Nexus S chegou a ser homologado, mas nunca saiu.

Porém, a versão tablet de 7 polegadas da família Nexus, o Nexus 7, da Asus, ainda continua um mistério.

Durante a CES 2013, no começo do mês, a Asus confirmou a chegada do produto ao mercado local pelo valor sugerido de R$ 1.299 e até botou o portátil na capa da sua revista. Mas o tablet chegou a aparecer no estoque do varejo online e… sumiu. A Asus não comenta o tema, deixando a história ainda mais misteriosa (e eu não estou na coletiva em SP para perguntar… grr!).

 

 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin