Google Lively: descanse em paz

G

Pelo visto, nem o Google acredita em ambientes virtuais 3D: vai matar o Lively, serviço que nasceu em julho. Como um bom produto Google, era um beta, mas desta vez ele vai para o cemitério de aplicativos web 2.0.

“Sempre aceitamos que quando você assume alguns riscos, nem toda aposta dá certo”, diz uma nota oficial no blog da companhia.

O Lively morre no final do ano, no fim de dezembro. Diz o Google que os envolvidos no projeto devem ir para outras equipes. “Encorajamos todos os usuários do Lively a capturar seu trabalho ao gravar vídeos e capturar telas dos seus quartos”, conclui a nota.

A questão que fica é: Second Life, quanto mais tempo você tem de “vida”?

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos